Pesquisar neste blog

domingo, 29 de maio de 2016

Um filme e um culto




Um sábado, ela decide ir assistir o filme Alice através no espelho e após isso ir ao culto.




Após sair de um desses locais, ela sentiu necessidade de mudar, de tornar-se melhor, de não desistir, ela recebeu esperança sentiu-se com mais fé, saiu melhor e no outro local? No outro ela disse amém e abraçou o "irmão".

sábado, 28 de maio de 2016

Um casal: a flor e o espinho


 Ele um homem que analisava, um dia se depara com um tipo de mulher-menina-flor, chegou aos poucos, elogiando nada, se encontrando pouco e conversando muito. A cada conversa uma análise, a cada encontro uma pesquisa, perguntas, perguntas, análise da cabeça aos pés, do cérebro ao coração. Cada novo encontro um novo conhecimento, como uma floresta encantada iam magicamente adentrando e se conhecendo e a cada novo dia era uma nova e feliz descoberta....Não havia desafios a não ser serem felizes e curtirem aquele tempo eterno em suas memórias.Ele concluiu sua pesquisa e considerou finalmente que deveria investir no casamento com aquela flor, inicialmente, conheceu a cor da flor, o perfume, o jardim que a rodeava...em meio a esse conhecimento, a flor despertava a poesia daquele homem. Que contraditoriamente se mostrava tão frágil, sereno, cuidadoso.Atento a cada mudança climática, a cada altura do sapato, a cada cabelo novo ele oferecia blusas, mudança de ambiente, entrega na porta e mãos afastadas do cabelo. Ele a olhava, como quem encontra um ouro e na sua face tem o brilho refletido, ele a amava, de uma maneira inicial mais com intensidade gigante . Aquele olhar admirado, uma princesa pensava ele, naquele curto espaço de tempo só pensava em como estava feliz de agora ser completamente feliz. A cada novo mês, havia uma lembrança e eles festejavam mais dias juntos. Os sonhos aumentavam, queriam tornar-se um, uma casa, uma vida, um casal...Tentavam agradar um ao outro, as expressões eram sempre de felicidade, sorriso, carinho e cuidado. Como não amar tudo isso? A plenitude de um início de relacionamento, um abraço era o melhor abraço, um sorriso era o melhor sorriso, um passeio era o melhor passeio, estavam naquela fase em que não importa onde se vai o importante é ter a pessoa ao seu lado.
Até que um dia, aquele gentil, sereno, frágil, romântico, raro e lindo homem atentou-se para aquela flor, a olhou por outro ângulo e percebeu retirando-a do seu jardim, que havia espinhos, duros espinhos...Ele sangrou e cada nova descoberta havia um novo sangue, permeado por dor, vermelhidão...Em meio a isso, ela não deixava de ser rosa, mas ela deixava de ser perfeita e ele deixava, ele que em um momento dizia do amor que "dei", agora DEI, XA, VArria para longe o que tudo havia sido.  
É difícil lidar com o poesia da pétala quando se descobre que um pouco mais abaixo há espinhos, mais difícil ainda é se machucar com eles e perceber que mesmo assim, por trás do espinho há uma flor, mesmo que pequenina há uma flor. Lembra? Você em um dia a viu ali...Lembra, para poder lembrá-la de que mais que espinho ela é flor.


Formas de amar: aprendendo com crianças: 47


Na tentativa de ensinar aos pequenos de cinco anos que eu não havia aprovado as ações de alguns, decidi abraçar os que eu havia aprovado o comportamento. Sentados em roda, os outros olharam fixamente. No outro dia, um pequeno que não havia sido abraçado, a cada meia hora me perguntava se estava se comportando...de fato ele estava e muito bem. No final do dia chamei à todos para fazermos a fila e então ele veio:


-Professora, eu me comportei hoje?
-Claro que sim P. você teve um ótimo comportamento e estou muito feliz por isso.

Ele voltou para a fila, olhou para a mim e se aproximou novamente.


-Então, cadê o meu abraço?


Nesse momento, meus olhos se encheram de lágrimas, as engoli, devo ser um oceano, pelas lágrimas que engoli no decorrer da profissão. Abaixei, esqueci que estávamos indo embora e naquele momento abracei o P. ....sim, inesquecivelmente eu o abracei.

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Visão de flores




Tenho tido visão de flores, em meio aos espinhos optei por enxergar o florido! Para que focar nos espinhos se as flores são mais belas?

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Aprender com flores




Tenho aprendido que ganhar#flores é aprender a perder, como toda estação florida elas são passageiras....flores em vida são breves!





quarta-feira, 11 de maio de 2016

Orar





Não é à toa que acalmar rima com ORAR!

Tudo bem não estar tudo bem




Escrever um capítulo grande de uma história pessoal é medonho, frio na barriga, pensamentos a mil por hora, coração que dispara, pesadelos que me rodeiam e um desejo de que a sexta do dia 13 chegue logo. Para horas assim, que já passei muitas vezes, lembro-me da receita:

-Orar,
-Contar tudo para Deus e confiar nele,
-Lembrar da frase "Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o que, com frequência, poderíamos ganhar, por simples medo de arriscar."William Shakespeare
-Arriscar,
-Buscar coragem e lembrar que ela não é a ausência do medo, mas o caminhar em meio ao medo,
-Lembrar que dentro de suas possibilidades você fez e fará o seu melhor.



Tenho medo, mas dou meu jeito, 
Tenho medo, mas caminho,
Tenho medo, mas ele não me paralisa,
Tenho medo, mas quem não tem?
Tenho medo, mas o medo não me tem.

sexta-feira, 6 de maio de 2016

Formas de amar: aprendendo com crianças: 46


Queria descrever em forma de texto as lágrimas que enchem meus olhos, em meio a encenação de professora "durona" para ensinar limites aos pequenos sem limites. 
Lágrimas que enchem quando o pequeno menciona que os pais brigaram....
Lágimas que enchem quando a pequena me olha e não vendo a mãe faz carinha de triste e me abraça dizendo que não queria estar ali...
Lágrimas que enchem quando quase todos os pais levam seus filhos e um me olha e me pergunta sobre sua mãe, em meio a minha resposta agarra na minha perna como se dissesse "você pode fingir que é um pouquinho minha mãe?"
Lágrimas que enchem quando eles começam a me entender e focam meu olhar quando o olho e quando conversamos por olhar...







Escolha um trabalho em que você não anseia pela sexta-feira, mas anseia para que chegue logo a segunda e você encontre os seus pequenos que agora sim, já são grandes para você!










Primeira sexta-feira de maio....

terça-feira, 3 de maio de 2016

Previsão


previsao-do-tempo
Esses dias na minha cidade (Marília/SP), choveu constantemente e após alguns dias esfriou. Tudo isso ocorreu de uma maneira diferenciada para mim, há seis anos utilizo moto para me locomover e nesses seis anos em váaaaarios dias fui surpreendida com chuva e frio. O fato é que neste ano foi diferente, por estar trabalhando em uma cidade vizinha, isso exigiu mais cautela da minha parte e passei então a utilizar a previsão do tempo, no início da manhã, acordo, olho a previsão e de acordo com ela levo capa de chuva e/ou me visto para ir trabalhar.
Um fato tão corriqueiro e simples alterou demais minha vida, sabe por quê? Nessas semanas que fiz isso, não me entristeci ou enraiveci quando percebi que estava chovendo, pois eu estava preparada para a chuva, com a minha capa. Além disso, não passei frio, pois eu estava com as roupas adequadas, ou seja, olhar na previsão do tempo fez com que eu me preparasse para a adversidade do meu trajeto e a encarasse de maneira mais tranquila.
Não digo que amei andar de capa na chuva, mas digo que foi bem mais fácil ver que iria chover e saber que eu tinha uma capa para usar. O desespero de não saber o que fazer em meio a chuva se transformou na calma de ter a capa.
Viver essa situação me fez lembrar do versículo abaixo:
 O coração do homem pode fazer planos, mas a resposta certa dos lábios vem do SENHOR. (PV 16.1)
Adianta fazer planos de se locomover de moto e não saber se vai ou não vai chover?  Saber a resposta certa, aquilo que nos encontrará no caminho nos torna mais preparado, a resposta certa do Senhor facilita a minha ação e me ajuda a me preparar e colocar a capa ou não. Todavia, como saber a resposta certa se não converso com Deus? Se não escuto canções que o adoram? Se não leio a bíblia?  Se não tenho amizades que buscam a Deus?
Como uma previsão do tempo que me auxilia a saber a maneira mais adequada de me vestir ao utilizar a moto, Deus me auxilia na caminhada da vida, dando-me respostas certas para as situações vividas.


domingo, 1 de maio de 2016

Mulher bonita: para descontrair


kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk






Brincadeiras a parte, beleza mesmo é questão de personalidade e caráter, tantos que olhamos e achamos bonitos ou feios e depois ao conhecermos isso muda? No final, o interior vence o tempo e os olhos.