Pesquisar neste blog

sexta-feira, 28 de março de 2014

Torre, príncipe e um final feliz

Postei no blog Menina, Mulher Cristã

Olá princesas lindas, para hoje, eu tinha preparado vários temas a serem tratados, mas resolvi mudar e falar de uma história que me fez refletir em algumas coisas, a história é o velho e lindo conto de fadas: Rapunzel, vamos relembrar um pouquinho dessa história (baseada no conto original):



Torre Rapunzel 540x482 Torre Rapunzel


Havia uma grávida que queria comer rabanetes, mas o rabanete ficava na casa de uma feiticeira e quando o pai (esposo) foi pedir os rabanetes, ela o fez prometer que a filha do casal seria dela. O pai prometeu e quando a criança nasceu era uma menina, a linda Rapunzel que foi entregue à feiticeira.
Quando a menina tinha 12 anos a feiticeira a colocou dentro de uma torre onde não havia escadas e nem portas. Assim, a única maneira da "malvada" ter acesso a menina era pelas tranças de Rapunzel...
Até que um dia (sempre tem um dia desses rs) um príncipe ouviu uma linda canção e percebeu que vinha da torre, encantado pela canção que invadia seu coração o príncipe viu quando a feiticeira subiu pelas tranças da menina e então esperou que ela fosse embora e solicitou que  a menina jogasse suas tranças para ele subir.
A menina se assustou quando viu o príncipe, pois nunca havia visto um homem, mas logo percebeu que ele era doce e se sentiu mais segura...Então, o príncipe a pediu em  casamento, ela aceitou, mas como não era possível ela descer da torre naquele momento, ela pediu para o príncipe trazer seda todas as vezes que subisse a torre para que ela fosse construindo algo para poder descer ...

A história continua e é claro que no final acaba em um feliz para sempre, mas o que quero destacar está presente no trecho acima.


  • No primeiro trecho destacado, temos que a Rapunzel na adolescência foi protegida em uma torre em que não havia acesso para outras pessoas, com isso, podemos fazer uma analogia com nossos corações e sentimentos, princesas devemos esperar pela pessoa certa como em uma torre onde não há acesso para qualquer tipo de pessoa e de qualquer maneira. A torre pode representar essa proteção que devemos nos inserir;
  • O acesso a princesa da torre não deve ser fácil, ao ponto de somente o verdadeiro "príncipe" ter coragem e ousadia para subir, podemos pensar que o nosso coração deve estar guardado no Senhor,em um lugar tão alto que antes de consegui-lo o "príncipe" tem que se aproximar do Senhor, ele tem que subir e só depois de subir é que alcançará o coração da amada que ele aprendeu a amar ao ouvir a voz; e
  • Apesar de haver um príncipe e ele ter sido ousado e corajoso, isso não impediu o medo da princesa ao vê-lo! Verdadeiros homens pode ser que por algum motivo nos assuste, mas a doçura deles deve fazer com que nossos medos deem espaço a coragem, seja a coragem de dizer um SIM, ou um ACEITO, ou um QUERO, para que após um período na torre possa descer e viver a tal da felicidade dos casais...

Protejam-se em torres princesas, guardem seus corações! Não permita que qualquer um, de qualquer maneira, a qualquer hora tenha acesso a vocês. Somente saia da torre no momento certo e do jeito certo, não saia da torre de qualquer jeito, espere que seu príncipe lhe convide e lhe traga "seda"! 



quarta-feira, 26 de março de 2014

"O amor não nasce pronto..."




"O amor não nasce pronto.
O amor se constrói.
Não existe família perfeita. Existem famílias que se esforçam para superar os desafios e confiam em Deus para sustenta-los nos dias maus.
Nós confiamos em Deus e nos esforçamos dia após dia."

Pr Felipe Heiderich

"Não precise de alguém para ser feliz..."




"Quem precisa de um (a) namorado (a) pra ficar feliz ainda não 

entendeu o que é um relacionamento à maneira de Deus!"

(Ministério do olhar ao altar)

quinta-feira, 20 de março de 2014

Postei o texto abaixo, no blog Menina, Mulher Cristã


"Olá princesas, quanto tempo não é mesmo? Minha ausência se justifica, pelo tempo que tenho vivido, com muitas coisas para fazer, pois parece que tudo ocorrerá neste primeiro semestre de 2014...rs hoje, eu não poderia deixar de postar aqui sobre ontem (20/3/2014), o dia que completei mais um ano de vida. Entretanto não foi um aniversário comum...
Acordei recebendo livros, um deles de poesia (Eu me Chamo Antônio), em seguida, tive contato com minhas crianças e o que seria um aniversário, elas transformaram em evento. Há algum tempo elas estavam fazendo contagem regressiva para o dia do meu aniversário, hoje, quando eu cheguei, elas vieram me abraçar e  dizer parabéns, proibindo-me de entrar na sala.Ao entrar, as crianças saltitantes  cantaram parabéns e entregaram presentes diversos! E para finalizar o dia, na noite (rs), teve doces e outro livro intitulado Eu me Chamo Antônio:




20/3/2014

E é nesse fato que quero focar, nesse livro o autor escreveu vários guardanapos poéticos, ele utilizava guardanapos de papeis, com isso, no livro  há um espaço em branco dizendo para criarmos o nosso guardanapo, e o que eu criei em um dos livros foi esse:


Ou seja, CORAÇÃO QUE BATE TRANQUILO DERRAMA POESIA. Não estou aqui fazendo apologia ao livro, ou analisando se suas publicações se são compatíveis com nossa visão cristã ou não, o que estou destacando é a poesia do livro e o que eu escrevi com o espaço que me foi possibilitado.
A frase da imagem, é resultado de um cuidado imenso do Senhor! Ele me amou tanto que nas piores circunstâncias, cuidou de mim, lembrou que me amava e tranquilizou meu coração. A partir disso, iniciei um período de doçura e de apego a poesia, assim,  o Senhor me tratou, meu coração bateu tranquilamente, para enfim começar a  respirar poesia rs, hoje, quem convive comigo sabe da admiração que tenho por poesias, poetas e ações poéticas.
Todos os dias quando vou trabalhar percorro por 15 minutos uma estrada em que o horizonte é repleto de céu e verde e então a cada dia eu vejo a obra do maior poeta de todos, a cada dia o Senhor poetiza sua beleza e onipotência em um céu que nunca é o mesmo, mas sempre é lindo. Deus é o maior poeta de todos, ele tem poetizado na minha vida de maneira grandiosa.
Hoje, com 23 anos só me resta agradecer ao Senhor por todo tratamento dos meus 22 anos, pela superação e pelo derramamento de poesia! O tempo de dor passou, eis que tudo se fez novo.
Princesas, não deixe que a dor impossibilite vocês de enxergarem a poesia do Senhor, eu te convido hoje a plantar poesia, bora? Afinal, quem planta poesia desperta o lado poético de si e das pessoas, e quem deixa aflorar e aflora seu lado poético aproxima-se mais da essência do criador!"







Um aniversário diferente



Eu estava escrevendo um texto de estudante rs quando surgiram palavras chaves e um começo daquilo que poderia se tornar um texto, o lugar? Eu estava em uma biblioteca. Sem saber ao certo qual seria o texto, inicio a digitação utilizando o programa Word, tenho o começo: o cenário está feito, uma mudança de estação, uma lua cheia...Não sei como prosseguir e nem qual o tipo de texto que surgirá a partir desse, há palavras querendo saltar da minha mente para os meus dedos e assim concretizarem-se em registro, “registra-me”- gritam as letras.
Como eu sempre fui muita submissa às palavras, recomeço novamente, certa que terminarei o texto no outro dia, reformulo e então posto:




O cenário!

O cenário está feito,
uma mudança de estação coincide com o motivo do gosto por mudanças e o desapego a rotina,
O cenário está feito,
a lua resolve apresentar-se da melhor maneira que consegue e assim fica bem cheia,
O cenário está feito,
há uma semana crianças fazem contagem regressiva dos dias,
O cenário está feito,
ela recebe livros e dentre eles dois de poesia das mais contemporâneas que existe, um no início e outro no final do dia,
O cenário está feito,
Crianças saltitantes cantam parabéns e entregam presentes diversos
O cenário está feito,
Tantos a lembraram dessa data...
Quem fez o cenário? Crianças, jovens, adultos, anciões... Foram tantos
Pranto! Digo, pronto! Neste momento, ela pode atuar nesse cenário, e por fim declamar:

- ABRAM-SE AS CORTINAS DOS MEUS 23 ANOS, afinal está tudo PRAnto, BRANDo, digo, PRONTO!





quarta-feira, 12 de março de 2014

Entregue seus inícios ao Senhor do tempo!




 


“Estou aprendendo a entregar os meus inícios, sem deduzir o fim. O amanhã é de Deus.”



“Estou aprendendo a amar o tempo, seus hiatos me protegem.”

Bianca Toledo

segunda-feira, 10 de março de 2014

Formas de amar: aprendendo com crianças:20






-Olha prô o que eu escrevi
-Que bacana A., mas o que você quis dizer com esse gata e gato?
-Que você é gata e seu namorado é gato...
-Como assim A. já te disse que não namoro...

Ela sorri como quem diz "EU SEI"! Com isso, tive a impressão que já vivi uma cena dessa no ano passado quando recebi o desenho do "Meu marido e eu" (postado aqui). 
Continuo o diálogo:

-E essa lua o que quer dizer?
-Que você gosta muito de lua prô....

E assim, em uma simples frase ela combina palavras tão significativas: amor, gata, gato, lua...