Pesquisar neste blog

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Sulamita, Salomão e o amor




Até o momento, não havia me interessado pelo livro bíblico “Cântico dos Cânticos”, até que ouvi em uma pregação da Ana Paula Valadão, que esse livro também se destina a solteiras, então resolvi ler como se fosse Cristo dizendo para a sua noiva (a igreja) e me maravilhei com algumas expressões bem poéticas.
            Nesse livro, Salomão direciona-se para Sulamita, enquanto ela também direciona versos ao seu amado, ele diz que o amor dela é melhor do que o vinho e várias vezes a compara com uma pomba e a vê como:

       1)      formosa

“[...] mais formosa entre as mulheres.” (Cântico dos Cânticos 1:8),

       2)      sem defeitos
“[...] e em ti não há defeitos.” (Cântico dos Cânticos 4:7),

       3)       pura e formidável

“Quem é esta que aparece como a alva do dia, formosa como a lua, pura como o sol, formidável como um exército de bandeiras?” (Cântico dos Cânticos 6:10),

            Noiva de Cristo, você está disposta a buscar a formosura do coração, ao desprendimentos dos defeitos e a pureza? 


Sulamita, a amada de Salomão, diz a ele:   “A sua mão esquerda esteja debaixo da minha cabeça e a direita me abrace” (Cântico dos Cânticos 2:6), ela continua dizendo que é do amado, que ele confia nela e ainda o chama:

   1)      eu sou do meu amado

“O meu amado é meu, e eu sou dele” (Cântico dos Cânticos 2:16),
“Eu sou do meu amado e ele tem saudades de mim” (Cântico dos Cânticos 7:10),

  2)      ele confia em mim

“Fui tida por digna de confiança do meu amado” (Cântico dos Cânticos 8:10),
           
   3)      vem

“Vem depressa amado meu” (Cântico dos Cânticos 8:14),  

                 
            E então, ela nos alerta:  “Conjuro-vos, ó filhas de Jerusalém, pelas gazelas e cervas do campo, que não acordeis, nem desperteis o amor, até que este o queira.” (Cântico dos Cânticos 2:7), ou seja, é possível acordar ou despertar o amor, eu diria despertar a decisão de amar.
           Salomão e Sulamita se amam e expressam em poesia o amor, a natureza é bastante utilizada nesse expressão, para eles o amor pode ser despertado, acordado e também é possível colocar o outro no seu coração. Salomão descreve duas características do amor: 

   1) "[....] o amor é forte como a morte e duro como a sepultura [...]” (Cântico dos Cânticos 8:6), 

   2)“As muitas águas não poderiam afogar o amor nem os rios afoga-lo.” (Cântico dos Cânticos 8:7), 

             Ou seja, o amor é forte e não pode ser ser afogado, ele tudo suporta.

  

            Você é capaz de amar assim ao Senhor teu Deus e dizer palavras tão lindas ao amado da sua alma? De dizer vem Senhor, minha alma anseia por ti?



Nenhum comentário:

Postar um comentário