Pesquisar neste blog

domingo, 22 de abril de 2018


Eu parei de me importar e contar o ano de presença quando percebi que eles podiam ser diluídos em minutos, quando percebi que do lado de cá é só enquanto eu respirar que haverá uma lembrança, mas do lado de lá não se sabe mais...Eu parei de me importar quando vi que a história para determinadas pessoas realmente não importa e a mágoa passa por cima do tempo...


Eu parei de me importar, parei de contar e parei de almejar muitos anos de presença! Que seja presente enquanto se pensar ser eterno, que seja presente enquanto se pensar ser pra sempre e depois disso? Que venha outra eternidade passageira.


terça-feira, 17 de abril de 2018

Impressões de uma academia



Eu sei que a primeira vista o academia aqui pode assumir roupagem de faculdade, mas não, por incrível que possa parecer eu me rendi, matriculei-me em uma academia e surpresa estou gostando daquele espaço. Tudo porque o enorme e imenso sono que eu sentia a tarde está se transformando em vontade de exercitar rsrs e observando aquele espaço com olhos de quem nunca vi, percebi algumas coisas interessantes.

Resultado de imagem para academiaLá há muitos meninos, homens que gostam mais de trabalhar os braços, eles sentam naqueles aparelhos fazem forças imensas e depois param, param muito e recomeçam. No início eu achava aquilo meio estranho, mas estando naquela prática, percebi a importância do descanso, temos séries para fazer normalmente 3 ou 4 e sabe o que me motiva naquelas séries? É poder parar, o descanso faz parte da vida, não adianta tentar fazer tudo de uma vez só que você não aguentará.

Outro fato importante que percebi foi que o mesmo peso pode ter pesos diferentes rsrs tudo começou quando eu tive que levantar o peso por quatro séries, na primeira eu achei moleza, na segunda também, mas na terceira eu cheguei a cogitar se aquilo era mesmo o peso que eu havia levantado, ele estava muuuuuuito, mas muuuuuuuuuuito pesado e então percebi que na vida a mesma característica, a mesma situação pode ter pesos diferentes para determinadas pessoas a partir das experiências anteriores, então não julgue a dor do outro como pequena demais, cada causa uma reação diferente de acordo com a quantidade de vezes que a pessoa levantou o peso.

Por fim, destaco que há muito ainda que aprender, a superar, a motivar e a fazer não para cultuar meu corpo, mas para me sentir bem, dormir na hora de dormir e não o tempo todo rsrs

sexta-feira, 13 de abril de 2018

Ester



Dessa vez foi diferente, ela leu Ester como nunca havia lido... E então pensou em todas as qualidades dessa mulher que desde quando era pequenina, era admirada por ela!


Sozinha, repleta de qualidades e amada. Essa era Ester!

segunda-feira, 2 de abril de 2018

Vida acadêmica


Aquele momento da vida em que você digita seu nome no google e localiza três artigos publicados em revista e que você nem sabia...


2018 Veeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeem!

sábado, 31 de março de 2018

Pessoas mortas vivas e vivas mortas

Há momentos em que eu somente quero escrever e deixo que as palavras saiam da forma e com o conteúdo que desejam. Quem acompanha este meu canto, sabe o que estou dizendo.


Resultado de imagem para no caixão vivoAndo refletindo sobre as permanências e rupturas da vida, sobre os mortos vivos e os vivos mortos das nossas vidas.
Sempre penso que quem sai da minha vida de maneira forçada sem ser obra das circunstâncias, mas por desejo meu ou do outro, se torna um morto embora estivesse vivo. Normalmente um morto vivo é alguém que em determinado momento foi extremamente importante para você, viveu com você de forma intensa. Sempre penso com tristeza nessas pessoas que tão perto agora tão distantes e uma maneira racional é pensar que elas morreram, não fisicamente, mas algo nelas ou em mim morreu que tivemos que matar a presença.
Mais triste que um morto vivo é pensar no vivo morto, esse tipo de ser humano é aquele que por alguma razão e motivo convive com você por muitas horas, mas é tão indiferente que se tornou um vivo morto. Esse ser é aquele que olha para você e finge que está ouvindo tudo o que você diz, mas não emite uma opinião, não participa e de fato não entende nada da sua vida.
Um vivo morto é aquele ser que te verá feliz e não saberá o motivo (mesmo que você tenha falado) te verá triste e nem ligará, ou às vezes tentará te perguntar, sem de fato querer saber e se contentará com qualquer resposta que você dê, mesmo que a resposta seja "estou bem" e mesmo que nessa resposta saiam lágrimas dos seus olhos. Um morto vivo é um perfeito indiferente, mas cuidado, às vezes esse ser tenta fingir que se preocupa, que participa e etc. É difícil conviver, pois você não sabe o real sentimento desse ser.


Por um mundo em que não existam mortos vivos e nem vivos mortos, mas sim VIVOS VIVOS que participam, que entendem, que sentem....que vivam!

Característica necessária para um casamento


Quem sou eu para dar dicas de casamento sendo tão inexperiente?

Resultado de imagem para perdãoMesmo pequenina vou tentar um pouquinho rsrs com base no que vivi, percebi que uma boa qualidade a se esperar em alguém que você vai casar é o perdão, nós somos seres pecadores e errantes...O que significa que para conviver com você, essa pessoa terá que te perdoar várias vezes e nada mais fácil do que ela já tenha desenvolvido essa habilidade cristã.

Então, se está namorando, noiva ou a espera de um futuro "homem da sua existência" rs observe como ele lida com as situações em que tem que liberar o perdão, observe também como lida com a família e como lidou quando você precisou do perdão dele. Porque vai por mim, você irá precisar milhões de vezes rs.


Resultado de imagem para perdão no casamento


Uma boa dica é perceber quando estiver magoado se ele trará a tona o perdão que te liberou há aaaaaaaaaaanos. Se ele fizer isso, pondere e examine se vale mesmo a pena prosseguir. 

No namoro e no noivado temos a capacidade de amenizar os defeitos e enxergar com mais ênfase as qualidades, mas no casamento essa ordem de percepção se inverte. Então, acredite, você precisa de alguém que perdoe.


Ele pode até ser um príncipe, todo romântico e maravilhoso, mas se ele não sabe perdoar, ele vai mudar isso no primeiro ano de casado, tudo porque o seu coração será endurecido com a mágoa ao invés do perdão. Além disso, ele se apoiará em todos os seus erros para justificar a mudança de comportamento dele e nem culpa ele vai sentir por ter se tornado um sapo esbugalhado.

Alguém que sabe perdoar entendeu que disse sim a um pecador e entendeu também que o casamento é um ministério que nos tornam melhores e as atitudes dessa pessoa estará para além de toda a mágoa. Será um exercício diário, mas tentará agradar o outro, independente do pecado do outro.


Não é por merecimento que amamos ou demonstramos amor, mas é por entendermos que Cristo nos amou primeiro e que quando nos casamos devemos fazer a nossa carne feliz, mesmo que por vezes essa outra parte de nós tenha nos ferido.






Procure alguém que perdoe mais que 70x7! Isso é fundamental em um casamento feliz...

Formas de amar: aprendendo com crianças: 60




Por aqui, há uma cozinha com amor em forma de flores.
Nesse apê o que não falta é flores coloridas, diversas já se fizeram presentes e eu ando desejosa de ter um jardim...