Pesquisar neste blog

Mostrando postagens com marcador love. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador love. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 5 de novembro de 2018

Formas de amar: aprendendo com crianças: 62



Hoje, eu pude enfim postar sobre uma despedida que tive há alguns meses. Em 2015, conheci a cidade de Garça/SP como funcionária pública daquele espaço que em 2014, foi palco do início do meu namoro com o Pedro.

Tirada por mim em 2018


Durante três anos a Garça/SP, foi meu refúgio e a via todos os dias. Em 2017, tive a oportunidade de permanecer nesse espaço das 6h30 às 17h e em alguns dias se estendia para às 20h. Essa foi minha vida, entre trancos, alegrias, caronas, conheci Garça/SP do meu jeitinho e a vi como a cidade das pessoas que me receberam bem e se mostraram sempre humildades perante os seres humanos.
Foi em Garça/SP que conheci a Educação Infantil e vi que um maternal II, poderia ser lindo de se ver...





































sábado, 25 de fevereiro de 2017

Formas de amar: aprendendo com crianças: 53


Trabalhar com as crianças é ter sempre uma forma de amar visível e por isso, o Formas de amar: aprendendo com as crianças, já está no número 53. O de hoje, ocorreu nessa semana, estava eu com as crianças e com um pacote de bala no armário que eles sabiam que iriam receber quando tivessem um excelente comportamento o que significava nenhuma criança com o nome da lousa. Após alguns dias, eles receberam as balas e durante isso diziam para mim:

-Obrigada.
-Deus te abençoe.

E sorriam, eu que não esperava essa forma de agradecimento, fiquei pensando em como eles estavam valorizando tudo aquilo que era tão pouco. 
Nessa turma de crianças de 8 e 9 anos, há uma menina que dificilmente desafia todos da escola, mas tem se comportado comigo e se mostrado amável, então no dia seguinte, quando eu cheguei ela estava na fila me esperando, saiu do seu lugar veio até mim e com uma florzinha branca me entregou sorrindo. Naquele momento, eu entendi que gentilmente ela estava demonstrando que é possível agradecer e começar a amar após uma entrega doce de um doce!




"Gentileza gera gentileza"