Pesquisar neste blog

Mostrando postagens com marcador Plano de Deus. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Plano de Deus. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Deus segure a minha mão: um caso de criança




Olá pessoal, 2016 tem começado com tudo, prometendo que será um tempo com muitos afazeres e falta de tempo, é interessante que isso me anima e me dá fôlego novo para enfrentar o ano da correria rs.
Nesse janeiro, comecei diferente, trabalhando com uma turma que não será minha, mas passarei com eles 10 dias. As crianças tem idade variada entre meses e quatro anos, um dia enquanto brincávamos no parque infantil, eu estava auxiliando uma criança de dois anos a descer do escorredor, ao lado desse brinquedo eu segurava a mão dela e assim ela descia segura, todavia as escadas ela subia sozinha.
Em meio a essa descida, decidi em uma que não seguraria  a mão desse pequeno, foi quando ele desceu cambaleando e quase caindo, diante disso, na próxima vez que subiu ele olhou para mim e disse

-mão prô!
Esticando a mão para mim


Naquele momento estiquei a mão e ele desceu tranquilamente. Naquele momento, comparei a nossa vida com a dessa criança, quantas vezes queremos soltar das mãos de Deus e então cambaleamos, quase caímos ou caímos mesmo? Deus nos possibilita fazer algumas coisas, como sair do escorredor, subir as escadas, mas na hora de descer devemos esticar a mão para aquele que nos auxilia, e firmemente confiar que a descida está segura porque ele nos conduz.


Deus segure a minha mão! Não permita que eu caia do escorredor da vida...




quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Dois assuntos: relacionamentos e vontade de Deus


Hoje eu queria postar sobre dois assuntos e mesmo eles não estando ligados, postarei nesse mesmo post rs o primeiro assunto que quero postar é sobre relacionamentos, nós pedimos para o Senhor alguém para ele nos dar, nesse momento da nossa vida comumente estamos na pegada com Cristo, ou seja, oramos diariamente, buscamos sua palavra, participamos do culto, de ministérios, estamos no ápice da vida Cristã e então infelizmente Deus nos concede o que pedimos, isso mesmo INFELIZMENTE.
Como é difícil  conciliar a vida de antes com a vida de hoje não é mesmo? Entramos em um relacionamento e vamos esfriando nas outras atividades, tenho pensado isso por diversos motivos,  por olhar no espelho e por olhar para os outros que não deixam de serem nossos espelhos. O desafio depois de receber o que se queria é manter o foco no que se era, não abandonar ministérios, cultos, amigos e principalmente não abandonar Deus.




Esse é um texto, agora vamos ao outro...


O Senhor tem uma maneira singular de trabalhar com cada um dos seus e comigo ele tem me ensinado algo, entrego tudo nas mãos dele e ele decide o que eu devo fazer...sabe como tem funcionado comigo? (Não leve isso como receita, apenas como uma das experiências com Deus ok?) Tudo o que ele quer que eu faça começa a dar certo de uma maneira inacreditável, as portas vão se abrindo, a carga passa a ser leve os caminhos fluem e tudo, absolutamente tudo dá certo. Por outro lado quando Deus não quer que eu faça algo tudo dá errado...Tenho estado tão acostumada com isso que quando tudo começa a dar errado eu paro e penso "Opaaa Deus quer que eu altere a minha direção"...esses dias vivenciei uma situação em que nitidamente Deus não queria que eu estivesse, eu  percebi isso, e escolhi estar e surpresa TUDO deu errado e ainda sai ferida e chorando.
O meu Deus na sua infinita misericórdia tem cuidado de mim assim e eu estou tentando ser mais sensível aos sinais dele.

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Sonho efetivado




E foi hoje, um dia 30 de setembro, no mês da primavera
que fui agraciada com flores em vida,  
 assinei o que sonhei 
há sonhos que demoram um pouco para se efetivarem
mas quando começam não se finalizam!
Deus me floriu e tenho estado tão florida, há 17 anos estou esperando essas flores florescerem...


Palavras-chaves para esse momento: paz/ sonhos/ providência divina/  flores em vida/ 

MEU SONHO FOI EFETIVADO POR DEUS AGRACIADO!

segunda-feira, 4 de maio de 2015

Escolhas




Hoje, compartilho um texto que mostra uma escolha que teve que ser feita. No deserto, Moisés falou aos filhos de Israel conforme o Senhor lhe mandara (todo o texto citado está em Deuteronômio, capítulo 1):



6O SENHOR nosso Deus nos falou em Horebe, dizendo: Assaz vos haveis demorado neste monte.
7Voltai-vos, e parti, e ide à montanha dos amorreus, e a todos os seus vizinhos, à planície, e à montanha, e ao vale, e ao sul, e à margem do mar; à terra dos cananeus, e ao Líbano, até ao grande rio, o rio Eufrates.
8Eis que tenho posto esta terra diante de vós; entrai e possuí a terra que o SENHOR jurou a vossos pais, Abraão, Isaque e Jacó, que a daria a eles e à sua descendência depois deles.
9E no mesmo tempo eu vos falei, dizendo: Eu sozinho não poderei levar-vos.


O povo estava demorando muito no monte e o Senhor os ordenou que PARTISSEM e em seguida, POSSUÍSSEM a terra. Apesar disso, Moisés demonstra insegurança em levá-los sozinho, então o Senhor o instrui a escolher os sábios para lhe ajudar.
Continuando o capítulo temos a escolha feita pelo povo:


20Então eu vos disse: Chegados sois às montanhas dos amorreus, que o SENHOR nosso Deus nos dá.
21Eis aqui o SENHOR teu Deus tem posto esta terra diante de ti; sobe, toma posse dela, como te falou o SENHOR Deus de teus pais; não temas, e não te assustes.
23Isto me pareceu bem; de modo que de vós tomei doze homens, de cada tribo um homem.

O Senhor ordenou o povo, então o povo partiu e caminhou pelo deserto e chegaram até as montanhas dadas pelo Senhor e ao chegarem receberam a ordem de tomarem posse da montanha considerando que para isso não deveriam temer e nem se assustar. Entretanto, o povo murmurava e mesmo diante da vontade do Senhor, diziam que o Senhor os queriam destruir, pois os colocava diante do amorreus e não quiseram subir rumo a terra que o Senhor ordenara.
Podemos aprender que haverá situações que  Senhor nos ordenará algo que aparentemente é para o nosso mal, para nossa morte, mas se o Senhor ordenou com certeza ele está conosco e não devemos temer, DEVEMOS CONFIAR.
O povo justificou não terem subido, mencionando que disseram a eles as seguintes palavras:
 

28[...] Maior e mais alto é este povo do que nós, as cidades são grandes e fortificadas até aos céus; e também vimos ali filhos dos gigantes.
29Então eu vos disse: Não vos espanteis, nem os temais.
30O SENHOR vosso Deus que vai adiante de vós, ele pelejará por vós, conforme a tudo que fez convosco, diante de vossos olhos, no Egito;
31Como também no deserto, onde vistes que o SENHOR vosso Deus nele vos levou, como um homem leva seu filho, por todo o caminho que andastes, até chegardes a este lugar.
32Mas nem por isso crestes no SENHOR vosso Deus,
33Que foi adiante de vós por todo o caminho, para vos achar o lugar onde vós deveríeis acampar; de noite no fogo, para vos mostrar o caminho por onde havíeis de andar, e de dia na nuvem.
34Ouvindo, pois, o SENHOR a voz das vossas palavras, indignou-se, e jurou, dizendo:
35Nenhum dos homens desta maligna geração verá esta boa terra que jurei dar a vossos pais.
36Salvo Calebe, filho de Jefoné; ele a verá, e a terra que pisou darei a ele e a seus filhos; porquanto perseverou em seguir ao SENHOR.
37Também o SENHOR se indignou contra mim por causa de vós, dizendo: Também tu lá não entrarás.
38Josué, filho de Num, que está diante de ti, ele ali entrará; fortalece-o, porque ele a fará herdar a Israel.
39E vossos meninos, de quem dissestes: Por presa serão; e vossos filhos, que hoje não conhecem nem o bem nem o mal, eles ali entrarão, e a eles a darei, e eles a possuirão.
40Porém vós virai-vos, e parti para o deserto, pelo caminho do Mar Vermelho.

Após esse trecho, o povo se arrepende, é como se tivessem lembrado de tudo o que Senhor fez a eles e então disseram que subiriam e pelejariam como o Senhor havia ordenado. Aprendemos aqui que lembrar do que o Senhor nos faz nos dá CORAGEM para realizar a sua vontade.
O Senhor responde ao povo dizendo: 

42E disse-me o SENHOR: Dize-lhes: Não subais nem pelejeis, pois não estou no meio de vós; para que não sejais feridos diante de vossos inimigos.

Novamente o povo não ouviu e subiu a montanha e os amorreus os derrotaram e o Senhor não ouviu a oração daquele povo.
Diante das escolhas devemos ouvir a voz do Senhor, realizar o que ele nos ordena, possuir lembrando que para tudo isso precisamos de confiança e coragem. O Senhor quer nosso melhor, mesmo que esse melhor venha com aparência de ruim, devemos prosseguir e confiar, para que depois possamos dizer "grandes coisas fez o Senhor e por isso estamos alegres."



Eu não sei pra onde vou / Como vou fazer / Risco é viver / Ir em frente, aceitar / A incerteza enfrentar / Nem sempre tenho que esperar / Segurar naquela mão / Que sempre me estendeu / Deixar você ser Deus / Vou ser apenas eu / Deixa Ele me levar / Deixa Ele me mostrar / O que quer fazer / Tudo acontecer / Impossível comparar / Cada um tem seu lugar / A sua hora vai chegar / Siga em frente sem parar / É melhor se preparar / A sua vida vai mudar / Então segure nessa mão / Que nunca te esqueceu / Basta ser só você / E deixar Deus ser Deus / Então deixa / Ele te levar / Deixa Ele te mostrar / O que quer fazer / Tudo por você / Não importa pra onde vou / Mas com quem estou / Sempre com Você.“
Deixa Levar - Roberta Spitaletti

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Meu coração te pertence: uma canção


Sabe aqueles dias que uma canção te escolhe? Hoje, foi assim, ouvi uma linda canção e com um vídeo lindo com uma decoração doce e simples...a canção relata uma verdade que não devemos esquecer, nosso coração deve sempre pertencer ao nosso Deus!


Meu Coração Te  Pertence



No mais profundo mar

Nos mais altos céus
E mesmo se medo chegar
Tu estás comigo
Nunca esteve longe de mim
Sabe quando nos sentimos que estamos caídos? Ou quando nos sentimentos totalmente satisfeitos? Seja no mar, seja no céu, no alto ou no baixo o Senhor está conosco

O meu coração te pertence
O nosso coração deve pertencer somente ao SENHOR!

Pois tudo o que eu sou

o que quero ser
o que eu planejo ser
Pertence a Ti
e só a Ti Deus
O Senhor tem me ensinado a abrir mão do meu querer e dizer "Isso é o que eu quero Senhor, mas eu abro mão se não for a sua vontade, acima do meu querer está o Senhor." Não há problemas em fazer planos, o problema é não entregar tudo isso ao Senhor! Que essa canção possa ser uma oração de entrega dos nossos planos, que possamos declarar com o nosso coração que tudo que planejamos pertence ao Senhor. A ele é nossa vida, tudo é por ele e para ele...













quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Plano





Deus tem me ensinado a deixar meus planos frouxos fechar os olhos e dizer que a minha vontade não importa se não for a vontade de Deus! 
Deus me ensinou que a vontade dele deve prevalecer sobre a minha,fechar os olhos é uma das forma de dizer: "guia-me para a tua vontade"!

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

A casa e o templo



"Acaso é tempo de vocês morarem em casas de fino acabamento, enquanto a minha casa continua destruída?" (Ageu 1:4)

Olá queridos, hoje, escrevo um daqueles textos em que não sei direito o caminho que percorrerá, mas acabo descobrindo-o no final rs, assim, inicio a partir daquilo que mais destacou-se para mim. O livro de base é Ageu, com dois capítulos nos mostra o povo sendo chamado para reconstruir o templo que havia sido destruído.


No capítulo 1, versículo 3 desse livro, o povo dizia: "Ainda não chegou o tempo de reconstruir a casa do Senhor.", entretanto, apesar do povo afirmar isso o Senhor através do profeta Ageu afirma o contrário: “Acaso é tempo de vocês morarem em casas de fino acabamento, enquanto a minha casa continua destruída?” (Ageu 1:4). O Senhor continua dizendo: “Vocês têm plantado muito e colhido pouco.” (Ageu 1:6)  e fala que eles esperavam muito e receberam pouco porque cada um se ocupava com a sua casa enquanto o templo continuava destruído.


Nos versículos acima, fica claro que o povo não sabia da vontade do Senhor e acreditava erroneamente que ainda não havia chegado o tempo de trabalharem para o Senhor, além disso, podemos aprender que o Senhor diz para o povo que é mais importante reconstruir o seu templo, para depois preocuparem-se com o local em que vão morar. 


Após isso, é solicitado que eles subam ao monte para trazerem madeira e “Construam o templo para que eu me alegre e nele seja glorificado [...]” (Ageu 2:7). O Senhor encoraja o povo dizendo que estava com eles e “A glória deste novo templo será maior que a do antigo [...]” (Ageu 2:9), e assim eles começam a trabalhar no templo. (Ageu 1:14). 

Portanto, o Senhor mostra onde o povo está agindo erroneamente, mostra as consequências dos seus erros, explicita a sua vontade, o motivo de sua vontade (para ele ser glorificado) e como iniciar a realização da vontade do nosso Deus, ou seja, o Senhor guia o povo (subam ao monte). Dessa forma, para iniciar o trabalho que alegraria ao Senhor, o povo deveria subir ao monte, trazer madeira e iniciar a construção, percebe que antes de qualquer trabalho o povo precisava acreditar que estava equivocado, que era tempo de se preocupar com o templo e que era tempo de construção, de trabalho para o Senhor.

Esse trecho me leva a pensar que antes de construirmos qualquer coisa devemos estar atento a voz do Senhor e subirmos ao monte, ou seja, nos voltarmos a Deus. Além disso, o Senhor me fez pensar em que eu tenho me preocupado, com a minha própria casa? Ou com a reconstrução do templo destruído? Nós somos templo do espírito de Deus, nosso templo está construído? É necessário reconstruí-lo? O Senhor nos encoraja para o trabalho de reconstrução, seja espiritual, seja a reconstrução física.


Reconstruamos o que outrora foi destruído, antes de nos preocuparmos com a nossa casa é necessário nos preocuparmos com o templo do Senhor. 







quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Um conto que não tem fada, pois tem Jesus: cinderela







Olá queridos, estou em uma semana de estudos intensos com meus pequenos que vão prestar uma prova e claro que voltemos com tudo a leitura dos contos de fadas. O que me chamou a atenção foi o conto da Cinderela, ela  recebera esse nome por viver em meio as cinzas, no sentido literal  (cinzas do fogão) e sentido figurado (madrasta e suas filhas).Enfim, era cinza para todo lado, a cinza demonstra o que está morto, a tristeza...pode representar o luto intenso pela morte do pai que causou tantos danos a jovem que tinha tudo para não ser princesa. 

Vejamos algumas coisas: Cinderela era humilhada, empregada na sua própria casa. Qual a perspectiva de vida dessa moça? Ela não vivia em meio aos bailes reais, mas vivia em meio as cinzas de um fogão, como conheceria um príncipe? 

No entanto, há um convite para um baile, essa era a chance dela sair de casa, se distrair...penso que a pretensão dela não era encontrar e se casar com o príncipe que estava muito distante dela, ela sabia da existência desse príncipe, entretanto, ele não sabia de sua existência e racionalmente ele não saberia mesmo.

Há barreiras que a impendem de encontrá-lo, ela encontra com uma fada madrinha que transforma a vida dela, lhe dá roupas, sapatos, carruagem...a muda tanto ao ponto de torná-la irreconhecível. Ela vai ao baile, com uma condição "VOLTE ANTES DA MEIA NOITE". Cinderela encontra com o príncipe, ele se encanta por ela, eles dançam e não veem a hora passar...

paremos aqui nessa parte, imagine quando o príncipe a viu, você acredita que ele imaginou o contexto dela? Humilhada, vivendo em meio a cinzas, empregada, pobre, distante de qualquer atividade da realeza?

NÃAAAAAAAAAo 


O príncipe a achou belíssima e com certeza deve ter pensando "Como não vi essa moça antes?" (Já que o baile era justamente para encontrar uma noiva, o que significa que por algum motivo ele já deveria ter procurado), o relógio badala, é meia noite...sem explicar, ela sai correndo e deixa seu sapato, ele pega como se fosse a única pista para chegar a amada. Agora, o papel é outro, o príncipe que mandará seus emissários procurá-la, ela simplesmente permanece em sua casa, fazendo suas atividades diárias, quando recebe a presença dos emissários, ela calça o sapato, se casa com o príncipe, diz adeus a vida de cinzas e vive feliz...


Lendo essa história e pensando nela com essa perspectiva eu poderia adaptá-la da seguinte maneira:

Cinderela vivia em meio  a cinzas e em meio a racionalidade de que nunca encontraria um príncipe devido seu contexto. No entanto, há um convite, para que em um primeiro dia de um ano encontre com conhecidos. 
Era a chance de sair de casa, distrair-se e é claro que ela não pensava em se encontrar com o príncipe, ela sabia da existência dele, ele não sabia da existência dela..mas isso não fazia diferença até aquele momento.
Havia barreiras que a impendiam de encontrá-lo, entretanto elas foram vencidas. Ela encontra com um Jesus misericordioso que transforma a vida dela e a muda tanto ao ponto de torná-la irreconhecível. A princesa sai de casa para se encontrar com os amigos com uma condição "VOLTE ANTES DA MEIA NOITE". 
Com isso, Cinderela encontra com o príncipe, ele se encanta por ela, eles conversam sobre letras, teologia, faculdade, poemas e não veem a hora passar...Ele não imagina o contexto dela, ele com certeza deve ter pensado "Como não vi essa moça antes?", 
O relógio badala, é meia noite...sem explicar o porque, ela sai apressadamente e em meio a um "Você já vai?" ela deixa seu nome com um abraço, como se fosse a única pista para chegar a amada. Agora, o papel é outro, o príncipe que irá procurá-la, seus emissários emitem aprovação...o príncipe, a procura virtualmente, a encontra no exato momento que ela estava pensando nele e assim, os caminhos dos dois vão se cruzando, interligando e tudo começa a fazer a sentido a princesa pensa: 
-Até hoje, não houve um homem sequer que fizesse com que eu o admirasse plenamente, não houve um homem sequer que me desse paz por ser quem é, não houve um homem sequer que o presente dele me bastasse, não houve um homem sequer que fizesse com que eu me sentisse satisfeita, ao ponto de não almejar transformações em sua personalidade...Não houve porque já havia  e eu estava sendo transformada para ele, ao ponto de me tornar irreconhecível, afinal, príncipes só se relacionam com princesas e o meu contexto? É cinzento, admito, mais do que se possa imaginar...Todavia, quando temos Jesus no meio, qual a importância do contexto e da racionalidade? Jesus nos faz negar nosso contexto e trabalha com coisas que parecem irracionais. 





terça-feira, 28 de outubro de 2014

RECURSOS X SONHOS


Compartilho um texto de BRUNA THALITA SILVA, publicado no EEE

fonte:http://euescolhiesperar.com/artigos/recursos-x-sonhos



"Você já teve um sonho? Já quis muito alguma coisa? Você já planejou muitas coisas e simplesmente não tinha meios de realizá-las? Eu sim, muitas vezes...

Várias foram as vezes que enquanto eu sonhava e planejava, ao olhar para os recursos necessários para realizá-los, eu me sentia totalmente perdida, porque os meios pareciam estar muito acima de mim, muito distante daquilo que eu poderia de fato conseguir. 

Sempre que compartilhava meus sonhos e falava sobre os recursos necessários com os meus pais, eles diziam: “Filha, se tudo isso estiver nos planos de Deus, Ele cuidará dos recursos”. Eu, na minha ansiedade, algumas vezes tentei fazer as coisas antes do tempo, apressar a resposta de Deus, trazer o recurso que eu achava que precisava na hora que eu queria. Contudo, todas as vezes que eu descansei o meu coração no Senhor, fui surpreendida nas minhas expectativas, nem sempre eu recebi o que eu queria, mas sempre recebi o que era o melhor para que eu pudesse ver o sonho realizado.

Por que estou compartilhando isso com você hoje? Porque eu sei que assim como eu, muitos de vocês possuem sonhos os quais parecem difíceis demais de realizar, difíceis demais de viver... eu sei que muitos de vocês estão olhando para aquilo que tanto desejam e pensando: “os recursos dos quais preciso são impossíveis para mim”.

Todas as vezes que penso nos meus sonhos me lembro de três coisas: 1) A Bíblia nos diz “Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês, diz o Senhor, planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro” (Jeremias 29.11). O Senhor já tem um plano para mim, se os meus planos estiverem alinhados com o dEle, então posso descansar. 2) Em Mateus 6, vemos que o Senhor cuida até mesmo dos lírios do campo, e nos alerta a não nos preocuparmos com o que vamos vestir nem comer, porque Ele se preocupa muito mais com nós. Se os meus sonhos são os sonhos de Deus, se Ele está 100% envolvido no meu sonho, então não preciso me preocupar, porque Ele se importa. 3) Em Provérbios 16, versículo 1 diz: “ao homem pertencem os planos do coração, mas do Senhor vem a resposta da língua”. Eu posso planejar e posso sonhar, mas a resposta final, sempre será do Senhor! 4) Que bom que o meu sonho parece impossível para mim, porque o meu Deus ama fazer o impossível!

Todas as vezes que o meu coração estava alinhado com o coração de Deus, que os meus sonhos e planos faziam parte dos sonhos e dos planos dEle para mim, os recursos necessários chegaram até a mim, das mais variadas formas.

Hoje, o Senhor me deu um presente, me fez lembrar que quando Ele promete, Ele cumpre, que Ele é fiel, e que eu posso descansar totalmente na provisão dEle.

Eu sei que pelo menos um dos leitores desse artigo, precisava dessa palavra para não desistir, para não deixar o sonho morrer e para ter a esperança renovada em Deus. Talvez, esse artigo seja a resposta que você estava precisando.

Então, não deixe de sonhar só porque parece difícil, não impeça o mover de Deus através da sua vida... se os seus sonhos estiverem alinhados com os sonhos do coração do Pai, você verá todas as coisas se realizando no tempo certo! Espere, acredite, descanse nEle!"


segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Nada há de nos faltar

Quando o Senhor nos diz que é nosso pastor e que nada nos faltará, ele está querendo dizer que realmente nada nos faltará. O importante é compreender o que são nossas necessidades e o que são nossos caprichos, o que nos falta é o que é necessário e não os que no serve de vanglória.
Na bíblia, temos inúmeros exemplos da provisão do Senhor, dentre esses, destaco o azeite aumentado da mulher viúva. Ela precisava pagar suas dívidas, mas não tinha dinheiro, então Eliseu pergunta: "o que tens em casa?" (2 Reis 4:2), ela de imediato responde que não tem nada, mas em seguida completa "senão uma botija de azeite".
Ela tinha algo, mas ela mesma não enxergava o que ela tinha como algo significativo para pagar suas contas. A mulher se esquecera, ou não sabia que Deus é onipotente e o poder não está na matéria prima, mas nele próprio, ela tinha algo, por mais insignificante que parecesse.
Em seguida, Eliseu a instrui a pedir muitas vasilhas emprestadas e colocar azeite naquelas vasilhas, assim, as vasilhas foram se enchendo e o azeite parou quando não havia mais vasilhas, ou seja, quando o Senhor enche, ele enche por completo. Após isso, ela vendeu o azeite, pagou a dívida e ainda viveu com o resto.
Não importa quais são nossas necessidades e o que nós temos, o Senhor nos ensina que ele trabalha com o que temos, seja pouco ou muito e nesse trabalhar ele nos inclui como cooperadores. Que essa verdade possa ser lembrada por nós, não importa como estamos, onde iremos, nada há de nos faltar!

 

segunda-feira, 28 de julho de 2014



Hoje compartilho um texto postado no Site do  EEE (http://euescolhiesperar.com/artigos/desistindo-de-sonhar-)



"No início do ano passado eu decidi tomar uma posição em minha vida, sair do comodismo e principalmente buscar mais a Deus.
E nesse tempo muitas coisas aconteceram várias lutas, várias vitorias, vários vacilos meus e muita misericórdia de Deus (hehehe).  Mas eu gostaria de compartilhar algo interessante que aconteceu comigo recentemente.
Certo dia eu ouvi uma pregação que dizia: “Deus deve estar acima de todas as coisas em nossas vidas, até mesmo acima dos nossos sonhos”. Infelizmente interpretei isso de forma errada e acabei fazendo a seguinte oração: 
 
 “Deus eu abro mão dos meus sonhos para Te seguir...” 
 
Neste momento eu deixei de regar tudo que eu (com a ajuda de Deus) havia plantado. Naquele tempo alguns sonhos pareciam distantes de acontecer e eu acabei usando essa “oração” como uma forma bonita de desistir deles, virei alguém sem expectativas e conformado, o que viesse era lucro e chegava a dizer em minhas orações que eu só queria ser uma “ferramenta de Deus”.
 
Mas não era isso que Ele queria para mim. O maior mandamento é amar a Deus acima de todas as coisas, mas não existem mandamentos que mande deixarmos de sonhar, pelo contrário, Deus nos incentiva a sonhar:
 
 “Então o levou fora, e disse: Olha agora para os céus, e conta às estrelas, se as podes contar. E disse-lhe: Assim será a tua descendência.” 
Gênesis 15:5.
 
Quando eu percebi o que Deus realmente queria para mim até me senti mais vivo e animado, assim como Ele fez com Abraão, também fez comigo, Deus me mostrou planos maravilhosos para minha vida, alguns parecem impossíveis, mas Ele é o Deus do impossível e também, que graça tem em sonhar pequeno?
Se os seus sonhos parecem cada vez mais distantes, lembre-se de José (Gênesis 37 até o 50). Ele tinha grandes sonhos e se tornou o segundo homem mais importante de todo o Egito, mas antes disso ele foi traído por seus irmãos, virou escravo e quando parecia que as coisas iriam dar certo,  foi acusado injustamente e jogado numa prisão. Deus, porém, honrou aquele sonhador e no final tudo deu certo.
Deus tem planos maravilhosos para sua vida também, tudo que ele pede em troca é que você O ame, sonhe junto com Ele e acredite Nele.

"Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou o coração humano, o que Deus tem preparado para aqueles que O amam." (1 Coríntios 2.9)
 
Por Matheus Henrique da Silva
Pati Geiger

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Os sonhos de Deus são maiores

A minha oração hoje, é que o Senhor guarde o meu coração de fazer a minha vontade de viver os meus sonhos, pois os sonhos do Senhor são sempre maiores.

Teus Sonhos Fernandinho


Guarda o meu coração, oh Deus
Guarda o meu coração
De fazer minha vontade
De viver pra mim mesmo

Quão insondáveis são os teus caminhos
Inescrutáveis são os teus juízos

Minha vontade já deixei
O teu Reino já ganhei
Minha vontade já deixei
O teu Reino já ganhei

Os teus sonhos são maiores do que os meus
Os teus caminhos bem mais altos do que os meus
Toma minha vida
Tudo é teu
Toma minha vida
Tudo é teu

Venha o teu reino
Seja feita a tua vontade



quarta-feira, 23 de julho de 2014

Testemunhando a concretização de um sonho



Postei o texto abaixo, no blog Menina, Mulher, Cristã

Olá princesas, hoje, venho trazer uma reflexão sobre a esperança, a palavra do Senhor nos ensina que devemos trazer a memória o que nos dá esperança, o que tem te trazido esperança? Ao pensar nessa pergunta, recordo-me de uma situação que se iniciou no ano passado, havia uma promessa do Senhor de que eu conquistaria um sonho- na área acadêmica - que eu queria muito, eu estava lutando por isso e todas as circunstâncias estavam a favor dessa conquista, todas as pessoas ao meu redor e que acompanharam um pouco da minha história nesse sentido do sonho, diziam que a conquista era minha.
O fato é que eu para eu conquistar esse sonho eu precisaria passar por quatro etapas, eu passei em três,  mas na última a resposta foi negativa. Confesso que não entendi o que aquilo significava, eu estava convicta de que tudo daria certo, em contrapartida eu sentia uma paz muito grande no meu coração, algo como Deus dizendo "eu quis assim e assim será melhor". 
Eu descansei no Senhor e esse sonho que era o centro da minha vida passou a ter lugar lugar secundário, este ano eu tentei novamente conquistar esse sonho, mas ao contrário do ano passado, todas as circunstâncias estavam contrárias, as mesmas pessoas convictas no ano passado de que daria certo, neste ano não acreditavam e diziam que seria difícil, para ser sincera nem eu acreditava, eu sabia que era promessa do Senhor, de que um dia daria certo, mas eu não sabia quando seria e acreditava que demoraria, pois neste ano tudo estava ao contrário.E então saiu o resultado final, recebi uma mensagem me parabenizando pela conquista, nesse momento a felicidade transbordou. 
Eu lembrei dos feitos do Senhor e de tudo que ele foi falando sobre isso, muitas dessas reflexões estão no meu blog pessoal, diante disso, selecionei as postagens e coloco-as abaixo com o link, com o título de cada postagem e com algum comentário meu:


http://tratandodocoracao.blogspot.com.br/2013/06/toda-promessa-passa-pelo-teste-do-tempo.html
"Toda promessa passa pelo teste do tempo"
No ano passado o Senhor já estava dizendo que a promessa teria um tempo para acontecer, porém não enxerguei isso.



http://tratandodocoracao.blogspot.com.br/2013/06/espere-creia-e-glorifique-deus.html

"Espere, creia e glorifique a Deus"Eu deveria esperar, não seria no meu tempo!



http://tratandodocoracao.blogspot.com.br/2013/06/sua-oracao-foi-ouvida-nao-temas.html

"Sua oração foi ouvida não temas"
Esse post em suma diz que "Ao receber a promessa creia no poder do teu Deus, aquele que prometeu é fiel para cumprir. Não temas, o teu Senhor age e não há quem possa impedir." 



http://tratandodocoracao.blogspot.com.br/2013/08/promessas-do-senhor.html

"Promessas do Senhor"

Aqui o sonho não havia sido conquistado e eu escrevi sobre a fidelidade do Senhor nas suas promessas.


http://tratandodocoracao.blogspot.com.br/2013/12/sonhos.html

"Sonhos"
Diante do sonho não conquistado: "Aprendi com meus pastores que antes de Deus nos expor na conquista pelos nossos sonhos, ele nos treinará no nosso quarto."



http://tratandodocoracao.blogspot.com.br/2013/12/seus-sonhos-sao-possiveis-sim.html

"Seus sonhos são possíveis"
Apesar de não ter conquistado,  o Senhor me motivava a persistir.



http://tratandodocoracao.blogspot.com.br/2014/04/a-promessa-nao-morreu.html


"A promessa não morreu"
Em abril deste ano, eu relembrei da promessa e o Senhor me mostrou que ela não havia morrido.


http://tratandodocoracao.blogspot.com.br/2014/05/regando-esperanca.html


"Regando a Esperança"
Então, foi como se o Senhor passasse a regar a minha esperança



http://tratandodocoracao.blogspot.com.br/2014/05/confiar-em-deus.html

"Confiar em Deus"
Eu deveria confiar no Senhor e fazer o que ensina o versículo: "Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele o fará. Salmos 57 :5"


http://tratandodocoracao.blogspot.com.br/2014/05/confie-nas-promessas.html

"Confie nas promessas"
Na hora exata do início da prova na busca da conquista do Sonho recebi a mensagem "...todas as as promessas de Deus são completamente infalíveis, imutáveis, santas e verdadeiras..."


http://tratandodocoracao.blogspot.com.br/2014/06/fiel-e-deus.html

"Fiel é Deus"

Diante do primeiro resultado: "E então, em uma terça-feira você acorda com músicas na cabeça, uma que diz da herança do Senhor, outra das suas promessas e outra que diz que aos seus amados ele dá enquanto dormem...E então, você constata isso!"


"http://tratandodocoracao.blogspot.com.br/2014/05/deus-age-quando-se-torna-impossivel.html"

"Deus age quando se torna impossível"

http://tratandodocoracao.blogspot.com.br/2014/06/um-lembrete-uma-promessa.html
"Um lembrete uma promessa"
Prestes a conquistar esse sonho eis que o Senhor meu levou a pensar "no que eu farei com ele, foi como se ele me mostrasse que eu não devo ter sede desse sonho, que minha sede deve vir do Senhor e da sua presença. O sonho poderá se concretizar, mas eu não posso esquecer que ele não é minha fonte de águas vivas, pois somente Jesus é essa fonte."



http://tratandodocoracao.blogspot.com.br/search/label/Promessa


"Promessa"Antes da conquista ainda, o Senhor me lembrou que há um tempo certo para tudo.


"http://tratandodocoracao.blogspot.com.br/2014/07/nao-temas-deus-esta-contigo.html
"Não temas, Deus está contigo"
Na última etapa recebi uma mensagem, que o Senhor estava comigo.



Princesas, eu não sei quais são seus sonhos, mas se o Senhor prometeu, por mais que tudo esteja contrário ele vai cumprir, enquanto isso, dê espaço para a voz do Senhor. Seja guiado pela sua vontade e espere o tempo dele. O Senhor é fiel, cumpre o que promete e nos conserva em paz enquanto esperamos.













quinta-feira, 10 de julho de 2014

Verdades sobre relacionamento a dois


Olá, hoje, descobri um site em que há a categoria "relacionamentos", dentre os textos que estão há o intitulado  4 verdades inconvenientes sobre o namoro, dentre essas, selecionei três e apresento abaixo à vocês, os grifos são meus.


"1. Você precisa saber que só amor não sustenta o namoro e casamento
Em nossos dias, é muito comum ver cerimônias de casamento recheadas de decorações caras, músicas bonitas e declarações de amor muito apaixonadas. Isso é lindo de se ver mas, às vezes, denota uma dose de exagero em relação à paixão do casal. Hoje em dia as pessoas namoram e casam porque estão enfermas de amor, loucamente apaixonadas uma pela outra. Por essa razão, não fazem avaliação de caráter, conduta e procedimentos. Começam a namorar e até chegam a casar assim, e depois de alguns anos, esse amor vai se tornando insustentável, a admiração vai embora e os defeitos tornam-se simplesmente insuportáveis, isso porque a pessoa casou-se com alguém que amava e não com alguém de caráter reto e justo. Mais do que amar, você precisa namorar e casar com alguém de caráter. O amor vem disso. É por isso que é necessário responder à questão “quero alguém para casar e dividir toda a vida ou alguém a quem apenas amo?”.
2. Você não namora e nem casa para ser feliz
Dados do IBGE apontam que de cada mil casamentos, três terminam em divórcio. Parece até positivo, mas somente se não contarmos as separações não registradas e o sem número de casos de pessoas que passam a viver praticamente “separados” sob o mesmo teto. Isso acontece porque a maior parte dos casais vão ao matrimônio com uma clara expectativa de encontro da felicidade. E lá vão o moço e a moça, um esperando que o outro o faça feliz, ou seja, um tentando “sugar” o outro. Como diz o conhecido livro de Craig Hill, ficam então duas pulgas e nenhum cachorro. Ninguém namora ou casa para ser feliz, antes, o objetivo deve ser “fazer feliz”. Casamos para fazer outra pessoa feliz, casamos para abençoar e é por isso que somos abençoados, nunca o contrário. Em suma, ninguém deve namorar ou casar para ser feliz, mas sim para amar!
3. Jugo desigual é mais do que você imagina
Normalmente, falamos que jugo desigual é quando uma pessoa cristã acaba namorando ou casando com alguém que professa outra fé. Isso é real e extremamente perigoso e prejudicial. Pessoas que assumem a responsabilidade de se casar com descrentes, devem também assumir a responsabilidade de possivelmente ter os filhos descrentes, conflitos de valores e crenças na criação e a possibilidade de uma vida infeliz. Tudo é hipótese neste caso.
No entanto, diferente do que a maioria acha, jugo desigual vai muito além de conflito de crenças. Há casais que amam a Cristo igualmente, mas possuem conflitos em sonhos, em expectativas de vida e etc. Em alguns casos, em nome do amor que sentem em Cristo, conseguem abrir mão e chegar a um consenso, mas há casos em que isso não acontece, então o que se tem é frustração e decepção. Jugo desigual é mais do que você imagina."

segunda-feira, 7 de julho de 2014

Princípios e valores





Se deixar de cumprir nossos princípios e valores gera um nó no coração...Imagina como é tomar consciência de que não se tem princípios e valores!


O casamento é para a glória de Deus



Compartilho com vocês um texto da Simone Messina, vale a pena ler e assistir ao trailer do casamento dela, os grifos são meus ;)


" Agrada-te no Senhor e Ele satisfará os desejos do teu coração" Salmos 37:4

O que é agradar-se no Senhor?
Nossos desejos são satisfeitos quando buscamos encontrar a nossa felicidade no Senhor. Dessa forma passamos a buscar a vontade DEle que é boa, perfeita e agradável (Romanos 12:2) e, assim, os sonhos dEle se tornam os nossos sonhos. Deixamos de sonhar de forma egoísta e passamos a sonhar os sonhos dEle para nós.
Por que dEle, por Ele e para Ele são todas as coisas!!!
Quando o seu sonho for para a glória de Deus, certamente Ele o realizará, assim como há pouco realizou o meu sonho do casar, pois entendi que o meu casamento não é apenas para minha satisfação pessoal, mas principalmente para a glória do Senhor.
Deus só vai enviar a pessoa certa na sua vida, quando você buscar a sua realização nEle e não em seus desejos egoístas. Isso significa não ficar procurando alguém por causa da carência, solidão ou pressões externas, mas sim porque por meio do seu casamento, muitas pessoas verão o amor de Jesus, um amor incondicional que não busca seus próprios interesses, não é soberbo, não sente ciúmes, mas tudo sofre, tudo crê e tudo espera. (1 coríntios 13)
Confira o Trailer do nosso casamento:
Simone Messina e Pedro Gomez (17 de maio de 2014)





Fonte:http://euescolhiesperar.com/artigos/luz-camera-acao

segunda-feira, 30 de junho de 2014

Cinco maneiras de demonstrar amor


Postei o texto abaixo no blog Menina Mulher Cristã


Olá princesas, hoje vou falar com vocês sobre um livro muito bom que li. Dessa vez, não farei resenha e nem resumo rs mas apresentarei alguns trechos importantes do livro mesclando com poucas falas minha. O livro em questão está disponível on-line intitula-se As cinco linguagens do amor: como expressar um compromisso de amor ao seu cônjuge e trata do amor e em como demonstrar esse amor, no decorrer do livro há relatos reais de casamentos com problemas em que o autor aconselhou atos de mudança baseado nas linguagens de amor. Além disso, no livro também há uma breve explicação das linguagens de amor voltadas para os filhos. 
Embora o livro tenha esse foco, recomendo esse livro para todas as pessoas, independentes de terem ou não maridos e/ou filhos, pois o amor é um mandamento do Senhor, devemos amar uns aos outros e as linguagens do amor ensina mais sobre como fazer isso de maneira consciente. 


Vamos ao livro então: inicia-se com um homem, que se casou por três vezes, e questiona ao autor sobre o que ocorre com o amor após o casamento, no sentido de sentir que o amor diminui, então o autor destaca que “As pessoas falam diferentes linguagens do amor.” Isso mesmo, assim como cada povo utiliza um idioma diferente para se comunicar, cada pessoa utiliza mais recorrentemente determinada linguagem de amor (apesar de que todas as linguagens são importantes e utilizamos mais de uma) a citação abaixo, demonstra isso: 
“O meu amigo do avião usava a linguagem das “pala­vras de afirmação” para sua terceira esposa quando disse a ela o quanto a achava bonita, o quanto a amava e o quanto se orgulhava de ser seu marido. Ele utilizava a linguagem do amor, e era sincero, mas ela não a entendia. Talvez ela procu­rasse o amor em seu comportamento, mas não o encontrou. Ser sincero não é o suficiente. Devemos estar dispostos a aprender a primeira linguagem de nosso cônjuge, se quisermos comunicar eficazmente o nosso amor.” 
Cada pessoa tem uma linguagem em que se sente amado, e devemos descobrir qual a linguagem das pessoas ao nosso redor , ou seja, “Devemos expressar a linguagem do amor da maneira que o outro compreenda na linguagem dele”. O autor destaca que é necessário manter cheio o “tanque de amor” dos outros, especificamente dos cônjuges
Mas afinal, quais as principais maneiras de encher esse tanque? Há cinco principais linguagens do amor, ou seja, há cinco principais maneiras de demonstrar amor, elas são: palavras de afirmação, qualidade de tempo, presentes, serviços e toques físico. 
Abaixo, descreverei brevemente essas linguagens: 



1) 1ª linguagem de amor: palavras de afirmação 

“O objetivo do amor não é 
você conseguir algo que deseje, mas fazer 
alguma coisa pelo bem-estar daquele a 
quem ama. No entanto, é fato que, 
quando recebemos elogios, dispomo-nos 
mais a retribuir a gentileza recebida.” 

Dentre as palavras de afirmação há as palavras encorajadoras, palavras bondosas e as palavras humildes. 
“Uma forma de se expressar o amor emocional é utilizar palavras que edificam. Salomão, um dos escritores da Bíblia, escreveu: “A morte e a vida estão no poder da língua; o que bem a utiliza come do seu fruto”. Muitos casais nunca aprenderam o tremendo poder de uma afirmação verbal mútua. Mais tarde, este rei acrescentou: 'A ansiedade no coração do homem o abate, mas a boa palavra o alegra'”. Elogios verbais e palavras de apreciação são poderosos comunicadores do amor. São os melhores comunicados em forma de expressão direta e simples [...]” 


2) 2ª linguagem do amor: qualidade de tempo 

“Quando digo 'Qualidade de Tempo' desejo afirmar que você deve dedicar a alguém sua inteira atenção, sem dividi-la. Não significa sentar no sofá e assistir televisão. Quando o tempo é gasto dessa forma, quem recebe a atenção são as estações de TV, e não o cônjuge. O que pretendo afirmar é algo como sentar-se ao sofá com a televisão desligada, olhar um para o outro e conversar, no processo de dedicação mu­tua. É dar um passeio juntos, só os dois. É ambos saírem para comer fora, é um olhar nos olhos do outro e conversar. Você já percebeu que, nos restaurantes, é perfeitamente possível notar a diferença entre um casal de namorados e um de casa­dos? Os namorados miram-se nos olhos e “batem papo”. Os casados sentam-se à mesa e olham ao redor do restaurante. Pode-se dizer que foram ali apenas para comer!” 

"O aspecto central da “Qualidade 
de Tempo” é estar próximo. 
Não quero dizer simples proximidade... 
O estar junto tem a ver 
com o focalizar a atenção. "

Assim, dentro dessa linguagem há o tempo junto com a pessoa e a conversa de qualidade, considerando que ao conversar deve-se haver a disposição em expor-se 


3) 3ª linguagem do amor: receber presentes 

Essa linguagem segundo o autor é fácil de ser demonstrada, pois culturalmente somos ensinados a dar e receber presentes:  “Presentes são símbolos visuais do amor, sejam eles comprados, feitos por você, ou simplesmente sua presença disponível para seu cônjuge. Presentes demonstram que você se importa e representam o valor de um relacionamento” 


4) Quarta Linguagem do amor: formas de Servir 

Nesta linguagem está envolvido “aquilo que você sabe que seu cônjuge gostaria que você fizesse. É procurar agraciar realizando coisas que ele (ela) aprecia [...] Jesus Cristo deu uma ilustração simples, porém pro­funda, ao expressar amor através de uma forma de serviço quando lavou os pés dos discípulos. Em uma cultura onde as pessoas usavam sandálias e caminhavam por estradas poeirentas, era costume os servos da casa lavar os pés dos convidados que chegavam. Depois daquela simples expres­são de amor, o Filho de Deus encorajou seus discípulos a seguirem seu exemplo.” 
É importante destacar que “O amor faz solicitações, não imposições. Quando dou ordens a meu cônjuge, torno-me pai (mãe) e ele (ela) filho (a) [...] Se, no entanto, expressarmos nossas necessidades e desejos como pedidos, apontaremos um caminho [...] O pedido implica no elemento escolha. Seu parceiro pode atender ou não o seu pedido, porque o amor é sempre uma decisão. É isso que o torna significativo. Saber que meu cônjuge ama-me a pon­to de atender meu pedido comunica emocionalmente que ele (ela) se importa comigo, respeita-me, admira e deseja fa­zer algo que me agrade. Não há como desenvolver o amor emocional através de intimações. Meu cônjuge talvez obe­deça às minhas ordens, mas isso não será uma expressão de seu amor. Será uma forma de medo, culpa ou de alguma outra emoção, mas jamais de amor. Então, um pedido cria uma oportunidade de se expressar amor, ao passo que uma or­dem sufoca essa possibilidade.” 

5) 5ª Linguagem do Amor: Toque Físico 


“O toque físico pode iniciar 
ou terminar um relacionamento. 
Pode comunicar ódio ou amor” 


"Há muito se sabe que o toque físico é uma forma de se comunicar o amor emocional. Inúmeras pesquisas na área do desenvolvimento infantil chegaram às seguintes conclusões: Os bebês que são tomados nos braços, beijados e abraçados desenvolvem uma vida emocional mais saudável do que os que são deixados durante um longo período de tempo sem contato físico. A importância do toque no que se refere às crianças não é uma idéia moderna. Durante o ministério terreno de Cristo, os hebreus que moravam na Palestina reconheciam que Jesus era um grande mestre e levavam seus filhos até ele para que tocasse neles.Como podemos nos lembrar, seus discípulos repreenderam aos pais daquelas crianças, pois acharam que o Filho de Deus estava ocupado demais para aquela atividade tão “frívola”. Porém, as Escrituras afirmam-nos que Jesus se indignou com os seus seguidores e disse: “Deixai vir a mim os pequeninos, não os embaraceis, porque dos tais é o Reino dos Céus. Em verdade vos digo: Quem não receber o reino de Deus como uma criança, de maneira nenhuma entrará nele. Então, tomando-as nos braços e impondo-lhes as mãos, as abençoava." 



Bom princesas, por hoje é isso, no próximo post escreverei sobre como descobrir a sua primeira linguagem de amor...