Pesquisar neste blog

Mostrando postagens com marcador Choro. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Choro. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Quando não conseguimos entender e choramos...

2013, ficou mesmo na memória, não era uma noite comum, havia tristeza que não dava para ser entendida, então ouvi a canção e baixinho orei assim:



"Deus, mesmo que eu não consiga entender
E queira tudo do meu jeito, eu até choro
E às vezes até chego a dizer
Por que é que tem que ser tão difícil para mim?
Parece que é difícil só para mim
Não é mesmo?
Eu sei, seus pensamentos são mais altos que os meus
O Teu caminho é melhor do que o meu
Tua visão vai além do que eu vejo
O Senhor sabe exatamente o que é melhor pra mim
E mesmo que eu não entenda o seu caminho, eu confio
E Deus, porque sou tão pequenino assim
Vou ficar quietinho aqui no seu colo esperando o tempo, certo de tudo
Porque eu sei que vais cuidar de mim e o seu melhor está por vir
Eu sei que é o melhor pra mim
Mesmo sem entender
Mesmo sem entender
Mesmo sem entender
Eu confio em ti
Mesmo sem entender
Eu sei que é o melhor pra mim
Mesmo sem entender
Deus, mesmo que eu não consiga entender
E queira tudo do meu jeito, eu até choro
E às vezes até chego a dizer
Por que é que tem que ser tão difícil para mim?
Parece que é difícil só para mim"





Hoje, posso cantar a canção assim:


"Deus, hoje, eu entendi
não quero mais nada do meu jeito
muitas coisas é difícil para mim
mas o Senhor está aqui...
Eu sei, seus pensamentos são mais altos que os meus
O Teu caminho é melhor do que o meu
Tua visão vai além do que eu vejo
O Senhor sabe exatamente o que é melhor pra mim
E mesmo que eu não entenda o seu caminho, eu confio
Eu fiquei quietinho no seu colo para esperar o tempo certo de tudo
o Senhor cuidou de mim, o seu melhor veio até mim

Eu sei que é o melhor pra mim
Hoje entendo
E confio ainda mais em ti



quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Ele é quem você precisa

Este é mais um texto que eu não sei onde vai finalizar, mas que sinto uma necessidade enorme de escrever!


Ela sonhou e recebeu exatamente melhor do que poderia perceber, o problema viria quando ela percebera que em meio a perfeição havia defeitos que ela não sabia mencionar e descrever perfeitamente. Compreender o que de fato havia se alterado desde o início não era tarefa fácil e talvez não era tarefa possível.
Entretanto, ela decidiu que veria por outro lado tudo aquilo e ficaria em paz até compreender e saber como agir. Ela, que sempre resolveu seus conflitos sozinha percebeu que agora não seria diferente, aquele que parecia tão sensível, perspicaz, sensato, sagaz, esperto, aquele que a lia como ninguém tivesse lido de repente parecia que não estava ali, que não a conhecia, que não se importava e que permanecia como estranho, permanecia como seu amigo em potencial.
Ele não ousava avançar alguns espaços dela, ele permanecia como estranho ao invés de marcar sua presença, anulava-se e ela respeitava, mesmo sem compreender porque e como conseguia fazer aquilo, ela tentava entender..., tentava fugir de comparações, mas por vezes era inevitável na sua mente!
Até que algo ocorreu, um conflito morto ressurgiu, mas dessa vez seria diferente, ele estaria ali, a guiaria, cuidaria dela, amenizaria a sua dor, não é mesmo? Não, não é...Ela sempre esteve sozinha nesses momentos, mas a diferença agora é que ela frustrou o que esperava, em meio a dificuldade da situação, sua humanidade se sobressaiu e erroneamente ela sentiu raiva, tristeza, como com uma mão seu coração foi apertado e ela estava ali, sozinha como sempre, mas dessa vez um pouco perdida em como agir.
Silenciosamente ela viveu novamente essa situação, com um pouco mais de maturidade entendeu o que deveria fazer! Silenciosamente ela se calou para todos os que tornaram o conflito vivo, mas ninguém ficou sabendo disso, afinal, ela estava sozinha não é mesmo?
Ela, olhando friamente para aquela situação, compreendeu o quanto estava depositando seus sentimentos e auxílio na pessoa errada, sentindo-se boba percebeu que existe sim alguém que a guia, que a cuida, que ameniza toda sua dor, que se importa com tudo que se refere a ela! Ela lembrou daquele que não deveria ter sido esquecido, o seu Deus.
Em meio a essa descoberta, decidiu, despir-se de tudo que não fazia parte da sua vida, de tudo que era pesado e que somente ocupava um espaço que deveria ser ocupado por outra coisa, após três dias ela havia jogado objetos de sua infância, livros, papeis, documentos, cartas, desenhos, bilhetes...Com pesar liberou objetos que estava com ela há exatamente 24 anos, sua idade!
Mas, todavia, entretanto, contudo, sentiu que deveria fazer isso, era o momento de se livrar dos pesos desnecessários, de trilhar novos caminhos de novas formas e maneiras. Ela, agora estava dando início a uma nova etapa da sua vida, decidiu se preocupar e esperar menos dele! Percebendo os defeitos dele, diminuiu as qualidades dele, em meio a essa percepção, optou por acreditar que nada foi ilusório, tudo foi apenas mudança, ele mudou e ela também! Mas, infelizmente a essência poética, sonhadora, romântica,dela permaneceu...e às vezes se liberta e aparece, mas talvez ela não deixe sair tão fácil assim...ou melhor, ela direcionará para aquele que sendo eterno não muda, que sendo onipotente a compreende, que sendo amor a ama exatamente da maneira que ela precisa!

Diante disso, só me resta declarar: prossigamos para o alvo, esqueçamos do que ocorreu! Afinal, quem realmente se importa está na frente, acima e não atrás.


Esquecendo-me das coisas que para trás de mim ficam, prossigo para o alvo! 

domingo, 8 de março de 2015

Lágrimas

Daí ela se lembrou de como é ser forte. Ela enxugou suas lágrimas e sorriu. Sim, sorriu, porque ela sabe que algo melhor está por vir. Ela sabe. (T.B)




Lembrai do tempo que levastes para chegar aqui, 
de todas as vitórias e lágrimas, 
de todos os sorrisos e fracassos. 

Lembrai dos sonhos realizados, 
das frustrações, 
das decepções colhidas. 

Lembrai de tudo o que passou. 
Ganhastes mais força, 
mais sabedoria 
e finalmente podes olhar para o que há diante de ti 
e perceber que apenas chegastes ao começo. 
– Seja bem vindo ao começo!

Augusto Branco

quarta-feira, 29 de maio de 2013

As águas teimam em escorrer e agora?

As águas teimam em escorrer- por Aline Novaes


A foto acima, eu fiz há alguns meses e naquele momento, ela representou exatamente o que eu estava sentindo, havia águas por todos os lados que teimavam em escorrer e elas não escorriam apenas do céu não....


As águas teimam em escorrer e agora?

Há momentos na vida em que as águas teimam em escorrer, você não poderá impedir. Sentirá um pesar, mas justo hoje? Justo nesse momento? Não estava preparada para enfrentar essa "chuva", como enxugar essas águas?
No fundo você sabe que elas são necessárias, você sente que elas te desconcertam, por horas causam dor, mas você sabe que sem elas não haverá colheitas, então você suspira para você mesma: "menina, ela será breve, essas águas regarão o fruto que você colherá". Por mais que saiba que as águas são passageiras,  às vezes parece que elas não acabarão, então elas aumentam, há relâmpagos também e você se conforma que não passará por elas sem se molhar. 
Em meio a isso, você resolve aceitar as águas, não sem tristeza, não sem dor, você aceita as formas que elas saem, "querem sair alto?, podem sair"...de repente você coloca sons juntos com as águas.... você se encolhe, deita e  então se lembra que a bíblia diz que o choro dura uma noite mas a alegria vem pela manhã, você se lembra que o Senhor demorou três dias para ressuscitar que nesse período provavelmente houve choros das pessoas que o amavam.....
Então, você ora baixinho, com o rosto todo molhado e os olhos vermelhos e inchados, "Senhor, eu sei que isso é momentâneo, mas me ajude, eu confio em ti...ajuda-me Senhor a passar por esse mal tempo." Com isso, sente-se abraçada por Deus de uma maneira tão terna....que logo adormece...lo..go...esquece...es...que...ce...aquela dor...aquela tristeza...e aquelas lágrimas, ops aquelas águas que teimavam em cair transformam-se em celebração, em júbilo ao Rei dos Reis, que com sua fidelidade, demonstrou novamente que ele cuida de vós e as águas que teimaram em escorrer foram passageiras e serviram para regar frutos eternos e então você se lembra do que o Senhor fez e suspira: "grandes coisas fez o Senhor", enfim estou ALEGRE!