Pesquisar neste blog

sábado, 25 de fevereiro de 2017

Formas de amar: aprendendo com crianças: 53


Trabalhar com as crianças é ter sempre uma forma de amar visível e por isso, o Formas de amar: aprendendo com as crianças, já está no número 53. O de hoje, ocorreu nessa semana, estava eu com as crianças e com um pacote de bala no armário que eles sabiam que iriam receber quando tivessem um excelente comportamento o que significava nenhuma criança com o nome da lousa. Após alguns dias, eles receberam as balas e durante isso diziam para mim:

-Obrigada.
-Deus te abençoe.

E sorriam, eu que não esperava essa forma de agradecimento, fiquei pensando em como eles estavam valorizando tudo aquilo que era tão pouco. 
Nessa turma de crianças de 8 e 9 anos, há uma menina que dificilmente desafia todos da escola, mas tem se comportado comigo e se mostrado amável, então no dia seguinte, quando eu cheguei ela estava na fila me esperando, saiu do seu lugar veio até mim e com uma florzinha branca me entregou sorrindo. Naquele momento, eu entendi que gentilmente ela estava demonstrando que é possível agradecer e começar a amar após uma entrega doce de um doce!




"Gentileza gera gentileza"

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Ser noiva





Eu queria que todas as meninas do mundo tivessem a oportunidade de um dia serem noivas, mesmo aquelas que por uma vida negaram que um dia seriam e que nunca sonharam com isso, até que se tornaram uma  (comigo foi bem assim por 21 anos).
Você vai se tornando noiva por meses, até que de repente todo mundo que te encontra somente pergunta isso, você pensa em seu vestido mais do que no seu próprio futuro marido. Você precisa escolher o seu penteado e depois vem a saga de pensar se ele realmente ficará do jeito que você escolheu e não importa se você fez teste, afinal, noiva é pirada mesmo.
Escolhido o vestido vem a maquiagem, os acessórios e por aí a fora, se você tiver um dedo tamanho de criança as coisas serão ainda mais difíceis e então passará meses procurando um anel ...Até que chega o grande dia, não há como explicar direito, mas colocar aquele peso do vestido é tirar o peso das costas, Ufaa tudo acabará hoje, e então você se olha no espelho apóooos horas de arrumação (e eu me pergunto se de fato precisa de tudo isso rs) você fica se olhando, se olhando e no meu caso ainda tive um fotógrafo me perguntando o motivo de eu estar tão pensativa  e eu estava pensando no meu vestido, estava pensando que bela fantasia eu estava e como eu estava me sentindo bem em todo aquele branco, aquela sutil maquiagem e aqueles acessórios....
Então, eu suspirei aliviada novamente pensando que era hora de curtir e me despedir daquele status de noiva.

Eu não era a Aline eu era a noiva, mais completa do universo! 
Era a noiva mais feliz por deixar de ser noiva e me despedir de tudo aquilo que me dizem que um dia eu sentirei saudade...por enquanto, digo que é melhor assim do jeito que estou agora, olhando para essa foto e lembrando da satisfação de se fantasiar de noiva, foi um dia bom, foi uma experiência boa e a vivi inteiramente para justamente agora viver inteiramente essa fase nova, tão nova que não caberia aqui.  

Foi bom ser noiva, não há como explicar direito, mas é uma sensação única vivida uma vez com sensação de inteireza...




Ps: tentei colocar escrevendo o que é ser noiva e pela confusão do texto vê-se que não é possível, não há como descrever, essa é uma daquelas ações que tem que ser vividas e memoriadas para todo o sempre da vida daquela menina....Ser noiva é histórico, é uma mistura de inteireza com vontade de que o tempo passe rápido, satisfação, alegria, alívio, beleza e admiração...Ser noiva é....é...é, deixa para lá, não sei explicar direito mesmo...talvez não haja quem saiba, afinal, ´ser noiva é tão singular que faltam palavras comuns para explicar.

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Nosso casamento publicado em um site

Hoje tivemos a grata surpresa de ter a nossa história publicada no blog do nosso site de casamento o Me casei que super indicamos para os noivinhos fazerem, esse site nos ajudou muito e o melhor é que ele não sai do ar e fica registrado a nossa história e os recados dos convidados. 


Confira o post abaixo e o link também 



Casamento Real – Pedro & Aline



OLÁ NOIVINHAS!

Hoje vamos falar da linda história da Aline e do Pedro, um casal do Interior de São Paulo, que, com uma linda história de amor, completam 58 dias casados hoje <3
“Iniciei o namoro com o Pedro em 4 abril de 2014. Dia 6 de dezembro do mesmo ano, ele me entregou um livro com a nossa história escrita e na última página havia o pedido de casamento. Eu aceitei e nos casamos em 10/12/2016 que é a junção de 4 +6, nossas datas de namoro e noivado.
casamento real


Sempre sonhamos com o casamento ao ar livre e de dia, assim marcamos para às 16 horas. Tudo foi ocorrendo da maneira que sonhávamos, pensávamos em cada detalhe do casamento juntos, queríamos que cada detalhe lembrasse nós, o convite, as lembrancinhas, o local, a decoração. Tudo foi detalhadamente pensado.

casamento real
Usamos o Mecasei.com para o nosso site (Deêm uma olhadinha <3 pedroalinecasamento) e amamos muito. Nele, contamos um pouco da nossa história, dos detalhes do casamento e ainda tivemos inseridas as nossas listas de presentes. Então, após meses de correria e espera, o grande o dia chegou!

O GRANDE DIA

casamento real


Nossa surpresa foi quando acordamos e o dia ao invés de estar azul com o sol brilhando, estava cinza, nublado e demonstrando que a qualquer momento iria chover muito. Estávamos calmos, confiantes que Deus alteraria aquela situação.

Quatro horas antes do casamento, começou a chover muito forte e eu comecei a receber mensagens de alguns convidados perguntando se ainda iria ter o casamento, eu respondia que sim, que estávamos confiantes e não deixamos isso abalar o nosso dia.
Até que às 15h20 aproximadamente, eu estava colocando o vestido, já estava maquiada com o cabelo pronto, quando me disseram para olhar pela janela.

Minha surpresa foi ver o céu se abrindo, o sol aparecendo e o tempo ficando da maneira que eu e o Pedro sonhamos. No caminho para a chácara o tempo foi abrindo ainda mais e quando cheguei parecia que não havia chovido nada naquele dia e o tempo cinza e nublado se tornou azul com raios solares.
Após a cerimônia tiramos as fotos externas com os nossos padrinhos, pais e as nossas, até que na última foto começou a chover novamente. Essa chuva iria atrapalhar o cronograma da festa, pois após isso, nós tiraríamos as fotos no bolo com os familiares e depois iríamos fazer o brinde na beira da piscina.

Decidimos esquecer isso e começamos a tirar as fotos, então quando acabamos, a cerimonialista nos avisou que havia parado de chover e fomos para a piscina fazer os brindes, não alterando em nada o nosso cronograma.
casamento real


Os nossos convidados vieram nos dizer como foi milagroso o tempo se abrir durante a cerimônia e nós tivemos o prazer de vivenciar em nosso casamento, o dia, a noite, o sol e a chuva. Tudo isso embelezou ainda mais o nosso dia, tornando-o mais singular do que havíamos pensado, afinal, casamento real é isso mesmo não é? Sol, chuva, noite, dia, claridade, escuridão…

Que linda história, não é mesmo? Como a Aline disse “Casamento Real é isso mesmo”, imprevistos que devem sempre ser levados de forma tranquila, pois tudo que está previsto, não será mudado. As coisas sempre acontecem por um motivo.
Parabéns Aline e Pedro pela linda história de casamento <3
Quer ter sua história publicada no nosso site? Mande um e-mail para: blog@mecasei.com <3 

https://blog.mecasei.com/casamento-real-pedro-aline/