Pesquisar neste blog

sábado, 31 de maio de 2014

Formas de amar: aprendendo com crianças 27

Na segunda-feira a aluna de oito anos diz:

-ôo professora deixa eu te dar um beijo, é que eu fiquei com saudade no final de semana

E esboça um sorriso lindo daqueles que fecham os olhinhos




sexta-feira, 30 de maio de 2014

Homens que choram?








Homens que choram são mais fortes, pois além de músculos possuem também coração.

(Marcela Taís)



Poema sobre mudança





Descentrou-se, 
Olhou ao seu redor, percebeu, 
comparou, não aceitou
Descentrou-se,
Indignou-se
Iniciou, 
O que?
Descentrou-se,
Buscou
O que?
Mudança
Deixou
O que?
O doce
Iniciou, 
O que?
A luta
Para que? 
Para que?
Para!
Que??????
Parar não!
É só o começo
O que?
Há uma causa
Para que?
Para buscar
O que?
Mudança!
Descentrou-se, 
Olhou ao seu redor, percebeu...


H Á   A
esperança





quarta-feira, 28 de maio de 2014

Um casal simples



Olá princesas, tudo bem? Muitas vezes nas nossas vidas enfrentamos adversidades, o bom é que 
sempre podemos aprender com as situações adversas. Ontem, ocorreu mais uma dessas adversidades, o fato foi que por volta da 00:00 tive que ir com a minha mãe até o hospital, e permanecemos lá por três horas. 
Durante essas horas, percebemos um casal que pelo modo de comportarem e se vestirem aparentemente moravam em algum sítio da região, ambos estavam de calça de moletom, chinelos de dedo e o homem estava com um chapéu. Após algum tempo, minha mãe e eu tivemos a feliz oportunidade de conversar com esse casal.
Ele estava ali por ter dores no corpo devido a profissão difícil da "roça", pois apesar de atualmente, viver com sua esposa em uma pequena cidade da região, seu trabalho ainda está relacionado com as demandas do sítio. O Senhor em questão, mencionava seu trabalho dizendo que era sua vida, que amava animais e então começou a contar que desde muito cedo teve essa profissão, que se casou com a esposa quando ela tinha 18 anos e quando eles tinham apenas três meses de namoro, eles completaram dizendo que vivem juntos há 18 anos.
Destaco, que havia um brilho no olho desse casal, havia um sorriso doce, a esposa com 36 anos tinha um ar de inocência, um ar de criança tão lindo que continuei a conversa e me senti muito a vontade com eles. 
Hoje, esse casal não saiu da minha memória, que bom foi permanecer ao lado deles, que agradável a presença deles e o que eles me transmitiram.  Esse casal me mostrou a simplicidade e doçura, muito parecida com a das crianças.
Jesus também era simples, ele nasceu em um lugar em que nasciam e viviam animais, ele conviveu com pescadores, carpinteiros e não com faraós. Ele estava no meio da multidão, no meio do povo e se atentava para as suas necessidades.
Em Marcos 9: de 32 a 37, temos o Senhor ensinando aos discípulos sobre quem era o maior, pois os discípulos haviam discutido sobre isso. Então, o Senhor os chama e diz: "Se alguém quer ser o primeiro, será o último e servo de todos."  (35). E completa trazendo uma criança, colocando em seu colo e dizendo: "Qualquer que receber uma criança, tal como esta, em meu nome, a mim me recebe [...]" (37)
O Senhor nos mostra a simplicidade na sua fala, ao enfatizar a importância de servir e a importância de receber uma criança, seres que muitas vezes são invisíveis perante a sociedade, pelo fato de não terem renda, pelo fato de precisarem muito dos outros e por tantos outros motivos.
A minha oração hoje é que possamos sempre admirar o simples e lutar para sermos simples, afinal, ser simples não é tão simples como parece. Que sejamos como esse casal que apesar dos calos em suas mãos, expressão de dureza, canseira e sofrimento em suas faces e corpos, tinham olhos, sorrisos e lábios com doçura que encontro nas crianças. 




Sejamos simples como  as crianças, sejamos simples como JESUS!


Postei no blog Menina, Mulher Cristã

Sucesso e fracasso


Errar é oportunidade







A criança de oito anos diz:
-prô, eu errei ne? Vou ter que apagar e fazer tudo de novo....
Uma outra criança olha para essa e completa:
-Deixa eu te falar um segredo...É errando que se aprende!




Que possamos enxergar em cada erro uma possibilidade de acerto! Não é necessário errar para aprender, mas em cada erro há uma grande possibilidade de aprendizado, errando pode-se aprender.

Junho: mês de oração e jejum pela família 2

No ano passado postei sobre a primeira vídeo conferência da campanha iniciada por Bruna Thalita (Clique aqui para ler) realizada no dia dos namorados, nessa campanha fui abençoada e  o Senhor falou profundamente ao meu coração. Hoje, venho divulgar a segunda vídeo conferência que será às 22h:00 do dia 12/6. Vale a pena participar, jejuar , orar pela sua futura família e crer que o amor encontrará seu caminho (LOVE WILL FIND ITs WAY).







Formas de amar: aprendendo com crianças 26

Flores, flores e mais flores:






E de todas as rosas que recebi, essa foi feita especificamente pra mim!








Surpresaaaa...Gritam as crianças e me mostram a mesa com cartas e flores!

Pessoa ideal existe?

Hoje, compartilho um texto edificante do EEE, postado pela Bruna Thalita com grifos meus:





"Olá gente bonita! Como vocês estão?


Se você está esperando em Deus já faz algum tempo, provavelmente, já ouviu as seguintes perguntas/afirmações: “você está solteiro há tanto tempo, está esperando a pessoa perfeita?”, ou “não se esqueça que pessoas ideais não existem...”, ou “esse negocio de príncipe e princesa não é real, contos de fadas não existem”. Se você já ouviu algo do tipo, levanta a mão hehe o/o/o/
Muitas pessoas acham que movimentos como o Eu Escolhi Esperar e outros que pregam a espera, levam o solteiro a sonhar com tipos de pessoas que não existem, que são movimentos ilusórios e viajados. Mas esse é um grande equivoco. Não pregamos a pessoa perfeita, nem ideal, nem os contos de fadas... pregamos a espera pelas coisas de Deus, inclusive a espera pelo amor. Uma pessoa que seja certa para mim, provavelmente não será a certa para você...
Muitas vezes, as pessoas me falaram: “Bruna, pare de esperar o príncipe no cavalo branco... os contos de fadas não existem”. E no meu coração eu sempre pensava: “Senhor, eu continuo esperando um príncipe do Senhor, e não uma história de conto, mas uma história de propósito do Seu coração”.
Eu acredito que príncipes e princesas existem, e acredito nisso porque todo aquele que é filho de Rei é príncipe/princesa. Se concordamos que Jesus é nosso Rei e que somos filhos dEle, então podemos nos considerar como tais. Mas é fato que contos de fadas como aqueles nos contados na infância, não existem... 
Relacionamentos são difíceis, exigem de nós perdão o tempo todo, reafirmação da decisão de amar todos os dias, renuncia de muitas coisas que queremos... mas é a certeza de que vale a pena amar e a decisão de amar que mantém os relacionamentos e o casamento.
"Minha intenção hoje, é te dizer que certamente você não vai encontrar uma pessoa perfeita, e mesmo que você ache que ele (ela) seja perfeito, muito provavelmente não será... porque somos homens falhos... mas quando você amar mesmo uma pessoa, ela poderá se tornar a certa para você... Em Genesis no capitulo 24, temos a história de Isaque e Rebeca. Vemos que Abraão (pai de Isaque), antes de morrer, chamou o servo mais velho de sua casa e o instruiu a encontrar uma mulher para o seu filho... quando o servo foi para a terra de Abraão, orou ao Senhor para que ele fosse assertivo e encontrasse a mulher certa para Isaque. Certamente, nem Isaque nem Rebeca eram perfeitos, mas ela tinha as qualidades que Abraão havia exigido antes de sua morte e por isso poderia se casar com Isaque.
Rebeca não precisou ser perfeita, mas ser a pessoa certa. Rebeca precisou estar no lugar certo e na hora certa para ser encontrada. O servo foi buscá-la, mas antes de encontrá-la, orou por ela.
Foi o casamento de pessoas imperfeitas, mas certas um para o outro...
Muitas vezes, exigimos que o amor chegue sem estarmos prontos, muitas vezes queremos ser encontrados, e mesmo estando no lugar certo (visto que Rebeca sempre ia buscar água no poço), você também precisa estar na hora certa...Queridos, não é sobre encontrar a pessoa perfeita, nem sobre ser a pessoa perfeita... é principalmente, sobre ser o melhor que você puder, até que seja certo.Nesta semana, oro para que o Senhor te ajude a entender que mesmo não existindo pessoas ideais, você pode encontrar e ser a pessoa certa, que mesmo não existindo contos de fada, ainda existem histórias do coração de Deus que são muito melhores!"

Fonte:http://www.euescolhiesperar.com/artigos/a-pessoa-ideal

domingo, 25 de maio de 2014

1 ano de blog: como surgiu? / Terminando um namoro





Olá queridos, no dia primeiro de maio deste ano, o blog completou um ano, foram 23, 570 visitas nesse tempo. Aproveitando o um ano do blog, gostaria de agradecer à aqueles que visitam essa página e  explicar a origem e o nome desse blog, mas para isso preciso retornar a origem de tudo, aliás, quase tudo rs.
A dificuldade em tratar desse tema aqui tão abertamente é pela valorização da descrição e  preservação da minha história, todavia, se através dessa história o Senhor demonstrou tanto amor e cuidado, muitas vidas poderão ser edificadas com o compartilhamento dessa vivência e foi a partir disso que decidi compartilhar mais abertamente um pouco dessa história.

Iniciemos então rs 

Você deve estar se perguntando o que esta imagem tem a ver com o post e eu te convido a descobrir, bora? A história se inicia em 2004, quando conheci um menino e nos tornamos amigos, aliás melhores amigos, no sentido best mesmo rs. Em 2006, após orarmos (mas não termos ouvido a voz de Deus de fato), falado com nossos lideres e pastores, iniciamos um namoro.
A relação foi conturbada e repleta de dores (assunto para outro post rs), assim, eu terminei e voltei por diversas vezes e diversos motivos, até que em 2013, precisamente no início do ano, eu decidi buscar descobrir a vontade do Senhor sobre esse namoro.
É claro que a resposta do Senhor foi negativa, e nesse momento, foi como na imagem, o Senhor me pedindo para entregar, para renunciar esse relacionamento, pois ele tinha algo maior e eu dizendo "mas eu amo isso Senhor"!  
Apesar da dificuldade, eu orei, escrevi uma carta e entreguei a ele, na carta havia vários temas e terminava com a explicação do motivo que eu havia decidido que era o momento de nos separarmos. Abaixo, um trecho dessa carta:

[....]Fui orar e ler a bíblia, pedi a direção de Deus e então eu li Neemias, nunca havia lido esse livro e o principal que absorvi foi no capítulo 1 versículo 17 “Vinde, pois reedifiquemos os muros [...]”, porém para reedificar esse muro é necessário que eu me disponha, construir o muro é dividir dois lados, para fazer esse muro eu preciso de ânimo e não devo temer, e, além disso, o Senhor me disse “Não se abram as portas de Jerusalém até que o sol aqueça [...]” (Capítulo 6, versículo 3) e então eu entendi o esperar e os textos que eu havia lido no site “Eu escolhi esperar”, as portas do relacionamento devem estar “fechadas” e “trancadas” e Deus ainda complementou “[...] não vos entristeçais, porque a alegria do Senhor é a vossa força.” (Capítulo 8, versículo 10) e terminou dizendo que ele não desampara ninguém e que os casamentos entre estrangeiros são podem ocorrer, embora seja um costume da época, nós somos estrangeiros, as suas terras não são as minhas, com Sansão o problema também foi relacionado a casar com alguém que não era do seu povo, e nós?  Como sobreviveremos assim? Como ter um futuro com alguém que não convive com a sua parentela? Enfim, eu orei novamente, entrei no face e vi que um menino postou que o seminário do “Eu escolhi esperar” ocorrerá em Marília, é claro que foi Deus mostrando, e então eu decidi que “Eu escolhi esperar”, namorar só com intenção clara de casar, caso contrário eu não preciso namorar, estarei pecando e machucando outros.Essa renuncia doeu e vai doer... Mas é necessário, eu vou sofrer, mas esse amor precisa ser transformando, você precisa encontrar alguém da vontade de Deus, construir uma família e enquanto eu estiver com você essa pessoa não chegará até você! ...Eu agradeço por tudo o que fez, pela paciência, por todo amor e dedicação, você faz parte da minha história, mas há momentos em que temos que crescer amadurecer, encerrar um ciclo, não sem dor. Dói muito em mim, e vai doer muito mais, mas nós estamos nos acabando em uma relação morta [...]

A partir de então queridos a dor foi imensa (qualquer dia ou ano posto sobre isso mais detalhadamente) todos os dias eu lia artigos do site Eu Escolhi Esperar e de outros blogs, com isso, o Senhor foi cuidando do meu coração de maneira única. O Senhor me tratou, e após alguns meses quando eu fazia minhas devocionais havia uma vontade imensa de compartilhar com outros que estavam passando por aquele momento de dor.
Foi então que criei esse blog, que tem como nome TRATANDO DO CORAÇÃO, o tratando aqui, assume dois sentidos, o primeiro, relacionado a cuidar, curar e o segundo relacionado a falar sobre quando como dizemos que iremos tratar de tal assunto. É claro que no momento esse segundo sentido é o mais utilizado.
Assim, o blog veio a partir de uma dor, onde o Senhor mostrou cura, em cada post há o cuidado do Senhor e a cada devocional que o Senhor falava profundamente ao meu coração, foi postada aqui.

Queridos, eu não sei se o Senhor tem te pedido algo, mas o que eu posso dizer é que mesmo sem eu ter enxergado eu pude confiar e experimentar que vale a pena renunciar o que temos para aquilo que o Senhor quer nos dar, hoje, eu enxergo o "urso" escondido e posso afirmar que como na imagem ele representa aquilo que é melhor para mim! 

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Mudar é preciso


Miséria e os cristãos

Foto: Curta TV Revolta


Enquanto muitos não tem o que comer, empresas queimam toneladas de alimentos...e assim caminha a humanidade!




O que cabe aos cristãos fazerem?



As dúvidas podem mover!

terça-feira, 20 de maio de 2014

Deus nos ama e nos corrige/ Formas de amar: aprendendo com as crianças 25


O formas de hoje, está um pouquinho atrasado rs na semana passada quando entrei na sala de aula e caminhei até a minha mesa, havia uma surpresa...





As crianças me surpreendem e sempre com maneiras novas me fazem ser gratas por estarem com elas, apesar disso, o foco do formas hoje é a maneira como as crianças estão confundindo algumas coisas. Há pouco tempo elas passaram a não compreender quando eu não permito que elas façam algo que não favorecerá o aprendizado delas.
Elas dizem (de outra maneira) que se eu as amo, ou se eu sou "boazinha" tenho que possibilitar que façam as suas vontades e não brigar com elas. O fato é que quando eu brigo, elas não compreendem e se unem contra a minha ação.
A partir disso, eu iniciei uma reflexão, quantas vezes na vida espiritual não agimos como essas crianças? Dizendo:

-Mas Senhor se você me ama por que estou sofrendo? Senhor por que está permitindo que eu passe por isso? O Senhor não é bom?

Queridos, como eu tenho tentado explicar a essas crianças, uma coisa não tem a ver com a outra, o fato de eu amá-las não significa que eu não tenha que corrigir quando necessário, o fato de eu amá-las não significa que eu não terei que ser dura por alguns momentos. Elas ainda não compreendem  amplamente o que é o melhor para elas, cabe a mim direcionar suas ações para um produtivo aprendizado. Assim, é o agir do Senhor, não compreendemos seus planos, seus feitos, mas ele sabe e nos amando ele nos ensina.

Que possamos estar atentos para o aprendizado que o Senhor quer nos revelar, lembrando que amar não está relacionado com falta de correção!

  

Poesia sobre quietude

Quietude

No silêncio do meu ser 
Aquieta a minh'alma
Todo meu ser se acalma
Para ouvir Tua voz
[...]

No silêncio do meu ser, 
O impossível torna-se tangível 
O mortal... imortal
O improvável... real

Ao ouvir Tua voz minha natureza se cala
Meu espírito estremece, minha alma emudece
Sem palavras me rendo e entendo
Que tudo só faz sentido
Ao ouvir a Tua voz.

Fonte:http://poesiaevanglica.blogspot.com.br/

quarta-feira, 14 de maio de 2014

O amor!




"As peças se encaixaram e o amor se revelou."







4 O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha.
5 Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor.
6 O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade.
7 Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
 1 Coríntios 13

"...há doçura e beleza na amargura atravessada.."





Porque há doçura e beleza
na amargura atravessada,
e eu quero a memória acesa
depois da angústia apagada.

(Cecília Meireles)